Por pbagora.com.br
A postergação do pagamento do ICMS dos meses de abril, maio e junho das empresas optantes pelo Simples Nacional na Paraíba irá atingir um total de 180.364 negócios paraibanos, o que representa 84% do universo total de empresas do estado. A medida, segundo o superintendente do Sebrae, Walter Aguiar, irá afetar os grandes responsáveis pela movimentação da economia.
Segundo ele, com a postergação do ICMS as empresas terão mais fôlego para passar por esse momento de crise mundial causada pela pandemia do coronavírus.
“Aliada a uma gestão financeira, os pequenos negócios, que são considerados o segmento mais atingido por essa crise, terão maior capacidade de passar por esse período. Lembrando que o Sebrae está cada vez mais lado a lado do empreendedor, com diversos cursos online e orientações, para superarmos isso juntos”, afirmou o superintendente.
O ICMS pago pelos optantes do Simples Nacional será adiado por um período de seis meses, gerando um impacto de R$ 75 milhões nos cofres do estado, de acordo com o governador João Azevêdo, em anúncio na manhã desta quinta-feira (2). Já o pagamento dos tributos federais do Simples Nacional já havia sido prorrogado, ficando os acertos referente aos meses de março, abril e maio deste ano postergados para outubro, novembro e dezembro.
PB Agora

Notícias relacionadas

Equipe do Orçamento Democrático Estadual realiza visita técnica à obra da PB-034, em Alhandra

As obras de restauração da PB-034, na interligação BR-101/Alhandra/Caaporã, foram acompanhadas esta semana pelo secretário executivo do Orçamento Democrático Estadual, Célio Alves, além da equipe técnica da secretaria, conselheiros e…

Procon-JP encontra diferença de até R$ 600 em exames clínicos

Quem está precisando realizar exames clínicos deve ficar atento às diferenças nos preços que podem chegar a R$ 600,00, como mostra pesquisa realizada pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor…