Por pbagora.com.br

Encerraram-se na noite desta terça-feira (31), com a realização da 14ª plenária, as audiências regionais do primeiro ciclo do Orçamento Democrático. O pátio da escola Braz Baracuhy, no bairro Castelo Branco, ficou lotado, reunindo um público de cerca de 400 pessoas. Ao todo, essa primeira etapa reuniu 7.250 participantes que elegeram infra-estrutura, saúde, educação, trabalho e renda como as mais demandas mais importantes nos bairros para a gestão municipal em 2010.

Representantes da 14ª região orçamentária apresentaram as suas reivindicações ao prefeito Ricardo Coutinho (PSB) e ao secretariado municipal. Essa região inclui os bairros do Castelo Branco, Bancários, Anatólia, Jardim São Paulo, Jardim Cidade Universitária, São Rafael, Santa Clara, Timbó, Eucalipto, Comunidade Paulo Miranda e Santa Bárbara,

Através de formulários, distribuídos pelos articuladores regionais no começo da atividade, os moradores elegeram as ações e obras prioritárias para compor as peças orçamentárias do Poder Executivo do próximo ano. Em primeiro lugar, ficaram as ações de infra-estrutura com 149 votos; depois saúde, com 119 votos, e cultura, com 114.

A coordenadora do Orçamento Democrático, Ana Paula Almeida, falou da mobilização e organização da população, que vem discutindo e identificando as suas maiores necessidades, a serem colocadas no Plano Plurianual (PPA), na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e na Lei Orçamentária Anual (LOA). A coordenadora também apresentou as ações que o Governo Municipal vem executando na região ao longo dos últimos quatro anos e lembrou as Assembléias Regionais, a segunda etapa do ciclo do OD, que começará em maio, quando serão eleitos novos delegados para um mandato de dois anos.

Obras na região – Dentre as obras e serviços levados a essa área, Ana Paula Almeida enumerou as reformas, ampliações e revitalizações das Unidades de Saúde da Família (USF); construção do Centro de Referência da Educação Infantil (Crei) Rita Gadelha de Sá; ampliação e manutenção de escolas; recapeamento asfáltico, pavimentação, drenagem e iluminação; projeto Circuito Cultural das Praças; construção de 51 casas e mais 98 previstas, além de investimentos de R$ 371.295,00 através do programa de micro-crédito Empreender-JP, contabilizando 210 pessoas beneficiadas.

O prefeito da Capital, Ricardo Coutinho (PSB), respondeu as indagações a respeito de drenagem e pavimentação de vias, explicando que antes faltava planejamento urbano. “Foram construídos inúmeros loteamentos sem a mínima infra-estrutura e hoje essas pessoas sofrem com alagamentos frequentes. A Prefeitura tem se esforçado e buscado parcerias com o governo federal para amenizar esse problema”. O prefeito falou ainda sobre a capacidade que o Orçamento Democrático tem em distribuir obras pela cidade e explicou como o ciclo atua em suas 14 regiões orçamentárias.

Durante a audiência, o prefeito anunciou a drenagem e pavimentação de ruas na região e a construção, que já está em andamento, de 108 Km de ciclovia, que irá beneficiar principalmente os trabalhadores que usam a bicicleta como meio de transporte.

Secom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Homem é esfaqueado após discussão com cunhado em Cruz do Espírito Santo

Uma discussão na noite de ontem, sábado (08), terminou com um homem de 31 anos esfaqueado na cidade de Cruz do Espírito Santo, na Paraíba. A vítima teve um bate boca…

Tovar sobre PMCG: “É preciso que todos tenhamos dimensão de darmos as mãos”

Pré-candidato à prefeitura de Campina Grande, o deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) tem aproveitado os momentos que antecedem a definição do prefeito Romero Rodrigues (PSD) para intensificar o contato…