O inquérito que investigava uma possível participação do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) na morte do ex-servidor da Prefeitura de João Pessoa, Bruno Ernesto – que aconteceu em fevereiro de 2012, teve o pedido de arquivamento realizado pelo promotor de Justiça do Ministério Público da Paraíba (MPPB), Marcus Leite.

O processo foi aberto após uma publicação da ex-primeira-dama do Estado, Pâmela Bório, ter afirmado que o crime teria sido encomendado, mas Marcus Leites ressalta no despacho que o levantamento de depoimentos e provas não resultou na possibilidade de associar Ricardo com um possível envolvimento com o assassinato.

PB Agora


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Na PB, representantes de conselhos se unem contra PEC de Bolsonaro

Tramita no Congresso Nacional a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 108/2019, do Governo Federal, que, se aprovada e sancionada, pode enfraquecer ou até mesmo levar a extinção conselhos profissionais e…

PSB e PCdoB e uma frustração em comum dentro da CMJP

Não será dessa vez que o vereador Léo Bezerra, do PSB, assumirá o comando da Câmara Municipal de João Pessoa, nem o suplente do PCdoB, Guga de Jaguaribe tomará posse…