Por pbagora.com.br

O forte terremoto que atingiu a ilha de Sumatra, na Indonésia, nesta quarta-feira deixou pelo menos 75 mortos e milhares desaparecidos, na cidade de Padang. Conforme autoridades do país, a expectativa é que o número aumente na medida em que forem localizadas as vítimas dos diversos desabamentos causados pelo tremor.

O desastre acontece em Sumatra, que foi o local mais atingido pelo tsunami de 2004, que matou mais de 168 mil pessoas apenas na Indonésia; e menos de 24 horas depois de um outro tsunami, que matou cerca de cem pessoas na Samoa, Samoa Americana e mais localidades do Pacífico Sul.

O vice-presidente da Indonésia, Jusuf Kalla, afirmou aos meios de comunicação que, embora os últimos números do governo deem conta de 75 mortes, o número real é "certamente maior do que isso". "É difícil dizer porque chove forte e há apagão", disse.

O ministro da Saúde, Siti Fadilah Supari, afirmou à MetroTV que, entre os desabamentos, há o de um shopping center e de dois hospitais, ainda na cidade Pandang, que tem cerca de 900 mil habitantes. "Foi um desastre de grande porte, mais poderoso do que o de Yogyakarta [na Indonésia também], em 2006, no qual 3.000 pessoas morreram", disse.

Rustam Pakaya, chefe do serviço de urgências do Ministério da Saúde indonésio, baseado na capital indonésia, Jacarta, disse haver "milhares" de pessoas sob os escombros. ‘Talvez haja mais de mil mortos, porque muitos prédios e casas foram destruídos’, disse, em entrevista à agência de notícias France Presse. Conforme Pakaya, equipes médicas de todo o país foram enviadas a Pandang, onde também está sendo erguido um hospital de campanha, já que a estrutura do setor foi muito danificada pelo terremoto desta quarta-feira.

"Muitos prédios ficaram bastante danificados, incluindo hotéis e mesquitas", disse Wandono, funcionário da Agência de Meteorologia e Geofísica de Jacarta à Associated Press, baseado em relatos de moradores.

Outra TV local, a TV One, afirmou que deslizamentos de terra prejudicam o tráfego em todas as rodovias que levam a Padang e que, em uma delas, uma construção à margem pega fogo. Foram exibidas ainda imagens de pilhas de escombros e imóveis destruídos. De acordo com a TVMetro, o teto do aeroporto de Padang desabou.

Segundo testemunhas ouvidas pela agência de notícias Reuters, ainda em Padang, pontes desabaram e tubulações de água se romperam, gerando inundações.

O novo terremoto ocorreu às 19h16 desta quarta-feira (9h16 no horário de Brasília) a cerca de 53 km da cidade de Padang, em Sumatra, segundo o Serviço Geológico dos EUA (USGS, na sigla em inglês). Inicialmente, o tremor teve a magnitude estimada em 7,9 –na escala de momento–, mas ela acabou reduzida a 7,6. O terremoto que gerou tsunami no Pacífico Sul, nesta terça-feira, alcançou magnitude de 8 graus na mesma escala.

O tremor foi sentido na capital Jacarta, que fica a 940 km de Padang; e em prédios altos de Cingapura, que fica a 440 km. Na capital da Malásia, Kuala Lumpur, arranha-céus chegaram a ser esvaziados, por questões de segurança.