A Paraíba o tempo todo  |

Seguranças de Bolsonaro são acusados de agredir jornalistas em Roma durante passeio do presidente

Assim que terminou a reunião da cúpula do G20 neste domingo (31), Jair Bolsonaro foi encontrar apoiadores perto da embaixada brasileira, localizada no centro de Roma. Seguranças do presidente foram acusados de agredir jornalistas que estavam no local.

O jornalista Jamil Chade, do BandNews TV, registrou um momento em que foi agredido por um segurança da comitiva. O correspondente da Globo Leonardo Monteiro conta que recebeu um soco no estômago e foi empurrado.

Quase ao mesmo tempo, os chefes de governo e Estado jogaram uma moeda de 1 euro especial e feita exclusivamente para o G20 na Fontana di Trevi. Bolsonaro não participou porque já havia visitado o ponto turístico  na sexta-feira (20).

Nesta segunda-feira (1º), ele será homenageado pela prefeita de Anguillara Veneta, pequena cidade no norte da Itália onde nasceu o bisavô do presidente. Ativistas de um movimento ambientalista picharam o muro e sujaram a entrada da prefeitura da cidade em protesto à homenagem.

Bolsonaro também vai visitar a basílica de Santo Antônio, em Pádua, antes de retornar para Brasília.

Com informações da Band/UOL

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe