Por pbagora.com.br

Uma menina de 5 anos que passou a vida trancada em um apartamento acompanhada de cachorros e gatos, na cidade siberiana de Chita, na Rússia, foi colocada sob os cuidados do governo, nesta quarta-feira (27). Conforme os policiais, a menina não fala russo e age como se fosse um cachorro.

De acordo com informações do jornal russo "Moskovski Komsomolets", a mãe da menina, que tem outros três filhos, foi quem chamou a polícia. Ela disse que teve a filha sequestrada e que não tinha permissão para vê-la. Quando policiais foram à casa –onde, além da garota, viviam o pai dele e os avós–, encontraram uma menina com os animais.

"Por cinco anos, ela foi ‘criada’ por diversos cachorros e gatos, e nunca saiu à rua. […] Sem tomar banho, ela usava panos sujos e tinha claros atributos de um animal, pulando em cima das pessoas", informou a polícia russa, em um comunicado. O apartamento que abrigava a menina e os animais não tinha aquecimento nem sistemas de água e esgoto.

"Nossa primeira impressão quando entramos foi a de que tínhamos ido parar em algum lixão. O fedor era insuportável e estava cheio de cachorros enormes e gatos", disse Larisa Popova, chefe do departamento da infância e adolescência da polícia de Chita.

Segundo os médicos, à primeira vista, a menina não apresenta graves deficiências psíquicas embora, aos 5 anos, ela aparente ter 2 ou 3 anos de idade.

Os assistentes sociais do centro de reabilitação para onde ela foi levada relatam que, quando saem do quarto, a menina, chamada Natashenka, late e arranha a porta como cachorro. Por enquanto, ela ainda observa assustada todos que a cercam e se assusta com os barulhos da rua. Conforme os pedagogos do centro de reabilitação, a menina tem se alimentado bem –ela lambe o prato, jamais aprendeu a usar talheres.

O pai da menina –que está foragido– pode ser condenado a até três anos de prisão por "descumprimento das obrigações de educação de uma criança".

 

 

 

Folha

Deixe seu Comentário