Por pbagora.com.br

O navio petroleiro japonês M.Star se aproxima do porto de of Fujairah após sofrer uma misteriosa explosão

Reduzir Normal Aumentar Imprimir Um petroleiro japonês desviou para um porto dos Emirados Árabes Unidos nesta quarta-feira, onde autoridades afirmaram que danos na embarcação foram causados por uma onda incomum. Temia-se que o petroleiro tivesse sido alvo de um ataque no Estreito de Ormuz.

Quarenta por cento do petróleo mundial transportado pelo mar passa pelo estreito, passagem para o Golfo, onde a Al Qaeda ameaça atacar as embarcações.

O Ministério dos Transportes do Japão informou que houve uma "explosão" por volta de 0h30 e mencionou a possibilidade de um ataque contra o navio, mas autoridades portuárias afirmaram que não havia evidência disso.

Não houve vazamento de petróleo da embarcação, chamada M Star, embora alguns dos 31 tripulantes tenham se ferido, afirmou um gerente geral no porto de Fujairah, nos Emirados Árabes Unidos.

" A causa do incidente foi uma onda incomum e houve danos nos deques de acomodação superior do navio", afirmou. O navio ancorou perto do porto para reparos.

A guarda costeira de Omã citou "um tremor" como causa do incidente, embora uma autoridade do Ministério dos Transportes omani tenha afirmado que foi feito "comércio como sempre" no Estreito.

Um sismólogo do Irã ¿ que, como os Emirados Árabes Unidos e Omã, beira o estreito – afirmou que houve um terremoto na região, embora o Centro de Serviços Geológicos dos EUA não tenha registrado um tremor.

Capitães de outros navios perto do incidente também mencionaram um terremoto, disse Attollah Sadr, diretor da Organização Portuária e Marítima do Irã, segundo a agência de notícias Mehr.

Autoridades portuárias dos Emirados Árabes Unidos afirmaram que estavam investigando a causa do incidente, que, segundo a proprietária do navio, a Mitsui O.S.K., poderia ter sido um ataque.

"Um tripulante viu uma luz no horizonte pouco antes da explosão, portanto a Mitsui O.S.K. acredita que há uma possibilidade que ela tenha sido causada por um ataque externo", disse o governo do Japão em um comunicado. A bordo do navio havia 16 tripulantes filipinos e 15 indianos.

O petroleiro, que vai para Chiba, perto de Tóquio, está transportando cerca de 2,3 milhões de barris de petróleo bruto, informaram fontes da indústria.
 

Terra