Por pbagora.com.br

O presidente dos EUA, Barack Obama, deixou em aberto nesta terça-feira (21) a possibilidade de punir alguns funcionários que tenham aprovado métodos violentos para interrogatórios contra suspeitos de terrorismo durante o governo de George W. Bush.

 

Ele disse que, pela aplicação de técnicas como o afogamento (waterboarding), os EUA perderam os "limites morais".

"A respeito daqueles que formularam essas decisões legais, eu diria que será mais uma decisão do secretário de Justiça dentro dos parâmetros de várias leis, e não quero prejulgar isso", afirmou Obama após encontro com o Rei Abdullah, da Jordânia. "Acho que haverá questões muito complicadas envolvidas aqui", acrescentou.

 

Obama também disse que pode apoiar uma investigação do Congresso sobre o programa de detenção de terroristas da era Bush, mas apenas sob certas condições -uma delas, de que ela fosse bipartidária. Ele disse temes o impacto que audiências politizadas e polêmicas no parlamento possam ter nos esforços do governo para conter o terrorismo.

G1

Deixe seu Comentário