Por pbagora.com.br

O ministro do Interior italiano divulgou novo número de mortos após o forte terremoto que sacudiu o centro da Itália na madrugada desta segunda-feira (6) – domingo, 5, no Brasil. Segundo Roberto Maroni, ao menos 50 pessoas morreram. O tremor atingiu a região de Áquila, área montanhosa a leste de Roma. Equipes de resgate seguem à procura por sobreviventes sob os escombros.

 

Áquila, cidade de 60 mil habitantes do estado de Abruzzo, foi a mais atingida. Os danos ocorreram na maior parte do município. Pelo menos 10 mil imóveis foram danificados. Um albergue de estudantes e algumas igrejas ruiram.

 

Em Áquila há o registro da morte de quatro crianças, após o desabamento de uma casa. Uma idosa e outra criança morreram em Fossa, cidade próxima de Áquila, anunciou a TV local.

 

Estão confirmadas também mortes em Castelnuovo, Poggio Picenze e em Tormintare.

 

A polícia não sabe dizer o número de desaparecidos, porém a extensão da destruição provocada pelo tremor leva a Defesa Civil local a estimar que o índice de mortos ainda pode crescer nas próximas horas.

 

Milhares de pessoas estão desabrigadas ou desalojadas nas regiões atingidas. Linhas de telefone e eletricidade foram danificadas e cortadas.

 

Estado de emergência

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, cancelou sua viagem a Moscou e foi para Áquila. O governo italiano decretou estado de emergência na região de Abruzzo.

 

Intensidade

As informações sobre a força do tremor de cerca de 30 segundos, que ocorreu às 3h45 desta segunda (22h45 de domingo em Brasília), ainda são confusas. Enquanto parte das agências de notícias estima magnitude de 5,8 graus na escala Richter, outras fontes afirmam que o terremoto chegou a 6,7 graus na mesma escala.

 

O Centro Nacional de Informações de Terremotos dos Estados Unidos, por exemplo, informou que o terremoto atingiu 6,3 graus na escala Richter, e teve epicentro a 95 km de Roma, a uma profundidade de 10 km.

O diário italiano “La República” informa, na sua página na internet, que a magnitude do tremor foi de 6,7 graus, e o epicentro teria sido localizado em Arischia, entre as regiões de Lazio e Abruzzo.

 

Roma

O forte tremor foi sentido em Roma, onde muito moradores assustados deixaram suas casas para buscar proteção nas ruas, longe de possíveis desabamentos. Segundo a agência Efe, casas e prédios do centro histórico da capital italiana sofreram pequenos danos.

 

Papa

O Bento XVI rezou pelas vítimas, em particular pelas crianças, informou o escritório de imprensa do Vaticano. "O Papa expressa sua dor à população afetada e oferece forações pela vítimas, em particular pelas crianças", diz a nota.

G1

Deixe seu Comentário