Por pbagora.com.br

Um novo tremor de terra, de 5,2 graus na escala Richter, atingiu a região central da Itália na noite desta quarta-feira (8). Não há notícias de novas vítimas fatais. Em L’Aquila os mortos pelo terremoto de segunda-feira já chegam a 272. A reportagem é de Ilze Scamparini.

Os bombeiros ainda procuram por sobreviventes, mas a Itália já começou a enterrar as primeiras vítimas do terremoto. Em Pescara, o caixão de um jogador de futebol, de 24 anos, foi conduzido sob aplausos para uma igreja. A principal cerimônia vai acontecer em L’Aquila, capital da região de Abruzzo, cidade devastada pelos tremores.

 

Os funerais solenes foram marcados para sexta-feira (10) de manhã. Será um enterro coletivo e a missa de corpo presente será celebrada pelo arcebispo e todos os sacerdotes de L’Aquila.

À medida que as horas passam, a esperança se transforma em agonia, dos familiares e dos bombeiros. Desde a manhã desta quarta-feira, nenhum sobrevivente foi encontrado. Entre as mais de 260 mortes já confirmadas, 16 crianças. "Tenho sorte de estar vivo, mas agora não tenho onde morar", diz um homem, enquanto mostra sua casa em ruínas.

Se há indignação é com o primeiro-ministro Silvio Berlusconi, que comparou a situação dos que estão abrigados em barracas de lona a um fim de semana num camping. "Eu quis apenas animar as pessoas", disse Berlusconi.

O primeiro-ministro anunciou punições severas para quem praticar saques e mandou o exército vigiar as casas. Dezenas de roubos já foram registrados na periferia de L’Aquila. Nesta quarta-feira, a cantora Madonna anunciou a doação de US$ 500 mil dólares para os sobreviventes. O papa Bento 16 prometeu visitar a província depois da Páscoa.

 

G1

Deixe seu Comentário