Por pbagora.com.br

A Justiça francesa indiciou nesta quinta-feira por homicídio voluntário de menores de 15 anos a mãe dos oito recém-nascidos cujos corpos foram encontrados no norte da França e o pai por omissão de denúncia e ocultação de cadáver. A mãe poderá ser condenada à prisão perpétua.

Na véspera, as autoridades francesas encontraram os corpos de oito recém-nascidos no jardim de uma casa em Villiers-au-Terre, norte da França.

Segundo um político local, os novos moradores da casa onde foi feita a descoberta macabra – pertencente antes aos pais da mãe acusada pelo crime – alertaram no sábado à polícia após encontrarem ossos de recém-nascidos no jardim da residência.

Dois cadáveres foram encontrados no jardim pelos policiais, segundo o vereador, acrescentando que outros seis cadáveres foram encontrados na quarta-feira na casa do casal, a 1 km de distância.

Descritos como gente "atenciosa, educada e gentil" por um vizinho que preferiu não se identificar, os dois detidos seriam pais de duas jovens na casa dos vinte anos, que também teriam filhos.

"São pessoas que não causam problemas, que são respeitadas na vizinhança", disse o político, destacando que o homem fazia parte da câmara de vereadores da cidade de Villers-au-Tertre.

 

Terra