Um tailandês de 50 anos foi forçado a cortar o pênis após uma tentativa fracassada de aumentar o membro injetando azeite de oliva. A ideia, que surgiu por indicações de amigos, é uma prática cada vez mais frequente na Tailândia e também pode ser feita com cera de abelha, silicone ou parafina. As informações são do Daily Mail.

Depois de anos fazendo as aplicações, ele notou um pequeno corte no pênis e foi a um hospital. Os procedimentos médicos mostraram que ele estava com uma infecção, consequência de um câncer. A partir disso, foi necessário passar por uma cirurgia de emergência.

"Esta é a maior cirurgia genital que já fizemos", disse Sirikul Jiraranaikhajorn, porta-voz do Hospital Geral de Polícia, que alertou os tailandeses sobre os riscos do procedimento realizado em clínicas clandestinas do país.

De acordo com um relatório hospitalar da Bagkok, cerca de 40 pacientes por mês recebem tratamentos após efeitos colaterais desse método. Com isso, autoridades da saúde na Tailândia estão preocupadas em tranquilizar os homens e mostrar que tamanho não é o mais importante em uma relação sexual.

 

Terra

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário