Por pbagora.com.br

Bem diz o ditado que família só é boa em fotografia. Acontece que John Mantooth, disputa a vaga de juiz distrital da cidade de Oklahoma City, nos Estados Unidos, e levou da própria filha um sério golpe para as eleições.

Jan Schill, de 31 anos, divulgou em jornais um pedido: Não votem em meu pai. Entre os “elogios” do anúncio ela diz que o concorrente a juiz não é um bom pai e não é um bom avô.

Segundo o candidato John Mantooth, a filha tem uma birra com ele por causa do divórcio com a mãe da menina em 1981.

Para acabar com a moral do papai, Jan Schill gastou U$$ 900, cerca de R$ 1.600, para divulgar as propagandas negativas contra o candidato.

 

 

R7