As autoridades espanholas de Saúde informaram nesta quarta-feira (1º) que, nas últimas 24 horas, a Espanha registrou 864 mortes por Covid-19. É o segundo dia seguido que o país ibérico tem um pico na contagem de mortos.

O número é o mais alto para um dia, desde o início da pandemia de coronavírus. Na terça (31), a Espanha havia registrado 849 mortos, a maior cifra até então. Antes disso, o pico anterior foi no sábado (28), quando o país registrou 832 mortes.

Com ao menos 9.053 mortes, a Espanha é o segundo país no mundo que mais teve vítimas nesta pandemia de coronavírus, ficando atrás apenas da Itália que ultrapassou as 12,4 mil mortes.

O governo espanhol informou também que, em 24 horas, detectou mais de 7,7 mil contágios da doença em seu território. Com isso, o número de casos diagnosticados supera os 100 mil.

Brasil – As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 6h desta quarta-feira (1°), 5.812 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil.

No fim da noite de terça-feira (31), foi confirmada a segunda morte no Rio Grande do Norte, de um jovem de 23 anos. Ele é a vítima mais jovem do coronavírus no Brasil até o momento. Com isso, chega a 203 o número de mortos pela Covid-19 no país. São Paulo registra 136 mortes e o Rio de Janeiro tem 23 casos fatais da doença.

O avanço da doença está acelerado: foram 25 dias desde o primeiro contágio confirmado até os primeiros 1.000 casos (de 26 de fevereiro a 21 de março). No entanto, os outros 2.000 casos foram confirmados em apenas seis dias (de 21 a 27 de março).

G1

Deixe seu Comentário