Por pbagora.com.br

 O cantor George Michael, que lançou sua carreira na década de 1980 com a banda Wham!, morreu aos 53 anos, informou neste domingo (25). O artista morreu "em paz na sua casa". Não há detalhes sobre a causa da morte, mas segundo a polícia não há circunstâncias suspeitas de crime.

 

A polícia de Thames Valley informou que uma ambulância esteve em uma casa em Goring, em Oxfordshire, para atender uma ocorrência.

 

Em comunicado, o publicista do cantor pediu privacidade para a família. "É com grande tristeza que confirmamos que nosso amado filho, irmão e amigo George morreu tranquilamente em casa no período de Natal. A família gostaria de pedir que a privacidade deles seja respeitada nesse momento difícil e emocional. Não haverá mais comentários neste momento".

 

Nascido em Londres como Georgios Kyriacos Panayiotou, o cantor vendeu ao longo de uma carreira de quase quatro décadas mais de 100 milhões de discos. Ele ficou no Wham! até 1986. O artista foi responsável por hits como "Careless Whisper", "Freedom 90", "Faith", "Kissing a Fool" e "Last Christmas".

 

Ele começou a carreira tocando como DJ. Em 1981, criou o Wham! com o colega de escola Andrew Rigdeley, parceria que seguiu por cinco anos. Em 1984, o cantor lançou o primeiro disco solo e conquistou seu primeiro hit mundial, "Careless Whisper". Atualmente, ele trabalhava em um novo disco com o produtor e compositor Naughty Boy.

 

Vida com polêmicas

Michael também era famoso por se envolver em polêmicas e escândalos ligados a drogas. Ele chegou a ser condenado a oito semanas de prisão em 2010 ao bater o carro contra uma loja de Londres. Ele também chegou a ser proibido de dirigir por cinco anos após dirigir sob efeito de drogas e por portar maconha.

 

Em 2011, o cantor adiou vários shows para se hospitalizar durante um tratamento para pneumonia em Viena, na Áustria. Em 2013, ele precisou de novo tratamento médico após sofrer um acidente de trânsito e bater a cabeça. Ele foi levado ao hospital de helicóptero.

 

Já em 2014 ele passou uma semana internado por causas não reveladas. Um amigo acionou a emergência e duas ambulâncias foram até a mansão do cantor, em Londres.

 

 

correio24horas

Notícias relacionadas

Vacinados nos Estados Unidos não precisam mais usar máscaras

Os americanos totalmente vacinados — aqueles que receberam as duas doses do imunizante — contra a covid-19 não precisarão mais usar máscaras ao ar livre ou em locais fechados, anunciou…