Oficiais que investigam a queda de um avião Boeing 737 em Teerã, capital do Irã, divulgaram nesta quinta-feira, 9, um relatório preliminar do acidente. De acordo com o levantamento inicial, a aeronave foi consumida pelo fogo antes de atingir o chão. O relatório cita testemunhas que presenciaram o acidente do solo e outras que estavam em uma aeronave que sobrevoava o local.

O jato de três anos, que teve sua última manutenção programada na última segunda-feira, 6, encontrou um problema técnico, não especificado, logo após a decolagem. A aeronave desapareceu do radar a 8.000 pés (2.440 metros).

O relatório também informa que a tripulação do avião não chegou a fazer ligação por rádio para pedir ajuda. A equipe tentava fazer o avião voltar ao aeroporto Imam Khomeini, de onde saiu, quando o acidente aconteceu.

Os investigadores também divulgaram que as caixas pretas do avião foram recuperadas, embora estejam danificadas e, por isso, algumas partes da memória tenham se perdido.
O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, disse que investigadores ucranianos já chegaram ao Irã para ajudar na investigação. Ele também afirmou que pretende ligar para o presidente iraniano, Hassan Rouhani, para conversar sobre o acidente.
“Sem dúvida, a prioridade da Ucrânia é identificar as causas do acidente”, disse Zelenskiy. “Certamente descobriremos a verdade.”
Terra

Deixe seu Comentário