A Paraíba o tempo todo  |

Assassino de francês é condenado à pena de morte no Iêmen

A justiça iemenita condenou à morte nesta segunda-feira o assassino de um francês, acusado de ter agido sob orientação do imã radical Anwar al Aulaqi, condenado à revelia a dez anos de prisão.

Hisham Assem foi declarado culpado pelo assassinato de Jacques Spagnolo, funcionário terceirizado da empresa francesa Spie para o grupo energético austríaco OMV, morto na sede da companhia perto de Sanaa no dia 6 de outubro de 2010.

Assem também feriu a tiros um escocês, responsável pela segurança da empresa na sede da OMV. Ele disse no tribunal que apelará da sentença.

A justiça condenou Anwar al Aulaqi à revelia a dez anos por "pertencer a um grupo armado", "ação em grupo terrorista" e "incitação ao assassinato de estrangeiros".

Outro membro de sua família, também julgado à revelia, Othman Aulaqi, foi condenado pelas mesmas acusações a oito anos de prisão.

Segundo o tribunal, o assassinato de Jacques Spagnolo foi perpetrado "sob a orientação de Anwar e Othman Aulaqi".

Os Estados Unidos incluíram Aulaqi, que aparentemente se refugiou em uma zona tribal do Iêmen, em sua lista de alvos a serem eliminados.
 

Terra

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe