O cruzeiro Viking Sky, que teve uma falha mecânica no sábado (23) e ficou à deriva com mais de 1.300 passageiros a bordo em Hustadvika, na Noruega, conseguiu iniciar três de seus quatro motores neste domingo (24) e está sendo rebocado para o porto de Molde, informou o serviço de emergência norueguês, segundo a agência de notícias France Presse.

A operação de evacuação dos passageiros continua na manhã deste domingo com a ajuda de quatro helicópteros, segundo Per Fjeld, porta-voz do centro de emergência.

A Reuters diz que 479 das 1.373 pessoas a bordo foram resgatadas. Dessas, 20 pessoas foram hospitalizadas e, segundo a televisão pública norueguesa NRK, três estão em estado grave.

"É a forma mais segura de retirar as pessoas: içá-las uma a a uma com a ajuda de helicópteros", explicou o coordenador do resgate, Jan Arne Dyrnes. "O fato de que são pessoas de mais idade representa um enorme desafio", completou.

A polícia informou que a maioria dos passageiros são americanos e britânicos.

Outros barcos estão na área do cruzeiro, e foi aberto um centro de acolhida em terra para os passageiros resgatados.

G1

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário