Depois de ter encarado o Real Potosí (Bolívia) a quase 4.000 metros acima do nível do mar, o Palmeiras tem novo desafio na altitude, nesta terça-feira, no estádio Casa Blanca, às 19h (horário de Brasília) contra a LDU, na primeira rodada da fase de grupos da Taça Libertadores. Mas o sofrimento e a sensação de falta de ar na partida contra os bolivianos não devem se repetir contra o atual campeão da competição em Quito, capital equatoriana.

 

O SporTV transmite a partida ao vivo para todo o Brasil e o GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real. O jogo é válido pelo Grupo 4 da competição, que conta também com o Sport e o Colo-Colo, que se enfrentam quarta-feira no Chile.

 

O jogo contra a LDU acontecerá a 2.600 metros, altitude a qual o time palmeirense já está bem adaptado. De acordo com integrantes da comissão técnica, nenhum atleta sofreu qualquer tipo de dificuldade nos treinos até esta segunda-feira. Os tubos de oxigênio, levados como precaução para Potosí, não vieram na viagem a Quito. E, assim, a principal preocupação passa a ser mesmo o adversário equatoriano, que testará a invencibilidade alviverde de nove partidas na temporada – sete vitórias no Campeonato Paulista e duas na etapa preliminar da Libertadores, contra o Real Potosí.

 

– Os treinos têm sido mais tranquilos do que em Sucre (cidade boliviana onde o Palmeiras fez seu período de aclimatação à altitude de Potosí). Agora vamos enfrentar um time melhor e essa deve ser nossa única barreira – disse o defensor Edmílson.

 

Em conversa com os jornalistas equatorianos, o técnico Vanderlei Luxemburgo também minimizou os efeitos da altitude e preferiu falar do rival no torneio continental.

 

– Vamos enfrentar uma equipe muito qualificada, a atual campeã da Libertadores. Temos de ter respeito, e não tenho dúvida de que será um grande jogo – comentou o treinador palmeirense.

 

No último trabalho realizado antes da partida, Luxemburgo procurou acertar o posicionamento dos atletas, para que eles evitem ao máximo o desgaste com a altitude. Além de pedir para jogarem mais próximos um dos outros, o técnico ressaltou que os toques devem ser rápidos, evitando que se carregue muito a bola.

 

Em campo, a principal novidade será o retorno do goleiro Marcos. Depois de se recuperar de uma lesão no músculo adutor da coxa direita, o arqueiro se cuida para que uma gripe não o atrapalhe na partida desta terça-feira.

 

Campeões alertam para rival complicado

Os jogadores da LDU pregam a cautela para a partida contra o rival brasileiro. Para o time equatoriano, a partida contra o Palmeiras será uma das mais complicadas na fase de grupos da competição.

 

– Sabemos da grandeza do Palmeiras. Acabou de vencer na altitude o Real Potosí e, por isso, a LDU tratará de tomar todas as precauções possíveis para ficar com os três pontos – afirmou Patrício Urrutia, capitão da equipe.

 

globoesporte.com

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário