Por pbagora.com.br

 A batalha travada por Campinense e Operário valendo vaga na próxima fase da Série D do Campeonato Brasileiro, não está apenas sendo travada dentro de campo. Os torcedores da Raposa que viajaram para Ponta Grossa no último domingo, foram humilhados nas arquibancadas do estádio Gustavo Krugerpor alguns torcedores do Operário. As declarações racistas repercutidas nas redes sociais, foram repudiadas por dirigentes dos dois clubes. Em um dos comentários preconceituosos, um torcedor tentou atacar os paraibanos, chegando a afirmar que eles foram ao Paraná apenas para ver a qualidade de vida da região,  ver a chuva, e catar latinhas.

Os comentários xenofóbicos de torcedores nas redes sociais motivaram o clube a publicar uma nota oficial de repúdio a essa atitude. Na nota publicada no site oficial do Fantasma, o clube afirma que lamenta esse tipo de comportamento e garantiu que a delegação do Campinense foi bem tratada em sua estadia em Ponta Grossa.

O clube sustenta que dizeres racistas e preconceituosos têm circulado pela internet contra torcedores do Campinense.
A nota também faz questão de lembrar que os comentários partem de uma parcela mínima e não representam a torcida operariana como um todo, a qual é marcada por amor e incentivo ao clube alvinegro.

Segundo a diretoria, o foco do clube sempre foi o futebol. A nota oficial do Operário sai no mesmo dia de publicação do Campinense em solidariedade às vítimas do vendaval que destruiu quase 200 casas em Ponta Grossa.

Esse não foi o único episódio deste tipo na rodada do final de semana da Série D. Na partida entre Cetral e Lajeadense, o volante Lima, do time pernambucano, afirmou que foi xingado com palavras racistas pelos torcedores gaúchos na Arena Alviazul, em Lajeado.

Confira a nota completa publicada pelo Operário

O Operário Ferroviário Esporte Clube lamenta e repudia os atos e comentários xenofóbicos que estão circulando pela internet contra os torcedores do Campinense Clube.
Ressaltamos que esses atos são frutos de atitudes individuais e isoladas, que em nada representam a grandiosidade e o respeito da torcida alvinegra. Muito menos o perfil da nossa cidade, sempre acolhedora.
Ressaltamos que os membros da direção e comissão técnica do Campinense-PB foram tratados da melhor forma possível nas dependências do Estádio Germano Kruger e que o confronto entre as duas equipes ocorrerá somente dentro das quatro linhas. O Operário respeita e reconhece a grandiosidade da equipe do Campinense-PB. Nosso foco é o futebol e entendemos com profissionalismo essa atividade.

No primeiro choque dos campeões paranaense e paraibano, válido pelas oitavas de final da Série D, o Operário levou a melhor, e venceu o Campinense por 1 x 0. No próximo domingo (04) os dois clubes voltam a se encontrar para um novo duelo, desta vez no estádio O Amigão em Campina Grande. Para obter a classificação, e seguir em busca do acesso para a Série C, o Rubro-negro precisa vencer por dois gols de diferença.

 

Severino Lopes

PBAgora

Notícias relacionadas

Sousa vence o Treze no Marizão, mantém tabu de 11 anos e assume a vice-liderança

O Sousa venceu o Treze no Marizão, na tarde desta quinta-feira (13) e manteve um  tabu de 11 anos sem perder para o Galo em casa. Com o triunfo, o…