Por pbagora.com.br

Violência: torcedores do Campinense promovem verdadeiro terror durante jogo com o Botafogo

A família pessoense que foi ao Almeidão curtir o clássico entre Botafogo e Campinense, válido pelas quartas-de-finais do Paraibano, viveu um clima de verdadeiro terror orquestrado pela torcida do clube da Rainha da Borborema, na tarde deste domingo (19).

Já durante a primeira etapa da partida, a torcida rubro-negra “Facção”, posicionada no lado sombra da arquibancada, mostrou para que veio: mirou um rojão em direção aos torcedores botafoguenses, que explodiu violentamente logo em seguida.

Como se não bastasse o primeiro “ato terrorista”, o grupo de torcedores não se deu por satisfeito. Interrompida a partida antes do segundo tempo (em decorrência de uma queda de energia no estádio), mais um rojão foi disparado, desta vez contra uma viatura policial que fazia ronda em volta do gramado.

Imaginando-se que a intervenção da policia daria fim às sucessões de atos violentos, uma última explosão atemorizou os que deixavam as arquibancadas. Enquanto dirigiam-se para os ônibus, os rubro-negros posicionaram uma bomba de fabricação caseira (de forte impacto) embaixo de um dos veículos estacionados nas dependências do estádio.

A violenta ação da torcida campinense causou indignação entre os torcedores do time da Maravilha do Contorno, que acusam o MP de ser conivente com a ação dos simpatizantes dos times de Campina Grande. “O procurador é torcedor apaixonado de um time de Campina. Tem até bandeirinha do clube em cima da mesa”, declarou um torcedor do Botafogo, que não quis se identificar.

O segundo tempo da partida entre as duas equipes foi adiado para a tarde desta segunda e acontecerá a partir das 15h15.

PBagora
 

Deixe seu Comentário