Por pbagora.com.br

Alvo da cobiça de Flamengo e São Paulo, a taça das bolinhas desapareceu. De acordo com informações divulgadas na coluna do jornalista Ancelmo Gois, de O Globo, a Caixa Econômica Federal (CEF), que ficou com a guarda, não encontra o troféu. Na CBF, há quem desconfie que ela foi derretida, assim como a Taça Jules Rimet, conquistada em 1970 pelo Brasil após o terceiro título mundial da Seleção.

O troféu original não foi concedido ao Flamengo em 1992, pois a entidade não reconheceu o pentacampeonato do clube rubro-negro, requisito exigido para a concessão definitiva da taça. Isso porque o clube carioca contra entre os títulos a conquista da Copa União, em 1987, torneio não organizado pela CBF. Há alguns meses, Ricardo Teixeira, presidente da entidade, revelou que a posse do troféu ficaria em definitivo com o São Paulo, que conquistou os Campeonatos Brasileiros de 77,86, 91, 2006, 2007 e 2008.

 

Terra