A torcida do São Paulo, enfim, ganhou um motivo para se encher de esperanças na luta do time contra o rebaixamento. Em confronto direto na parte de baixo da tabela, o Tricolor de Dorival Júnior dominou e derrotou o Vitória, por 2 a 1, na tarde deste domingo, em pleno Barradão, encerrando um jejum de mais de um mês sem triunfos.

Em duelo válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, o jovem Éder Militão foi a grata surpresa tricolor. Improvisado na lateral direita, o jogador de 19 anos foi seguro defensivamente e apareceu bem no ataque, inclusive marcando o gol da vitória são-paulina. O segundo tento foi de Fillipe Soutto, que desviou contra a própria meta após cobrança de escanteio. O colombiano Tréllez descontou para os baianos.

Esta foi apenas a segunda vitória do São Paulo como visitante no torneio – a primeira se deu contra o Botafogo, por 4 a 3. Com o resultado, o clube do Morumbi ganhou duas posições e agora é o 17º colocado, com 27 pontos ganhos, ainda ocupando a zona de rebaixamento. Para sair dela, a equipe precisa de uma derrota do Bahia para o Cruzeiro por dois gols de diferença, nesta noite, no Mineirão. O Vitória, por sua vez, caiu para o 19º e penúltimo lugar, com 26 pontos.

Ainda sob pressão, o São Paulo terá um clássico em seu próximo compromisso: o líder Corinthians, no domingo (24), às 11 horas (de Brasília), no Morumbi – 32 mil ingressos já foram vendidos para o Majestoso. No mesmo dia, mas às 19h, o Vitória visitará o Atlético-MG, no Estádio Independência.

O São Paulo começou ligeiramente melhor e com o controle das ações. Militão foi o protagonista das melhores chances do time visitante no etapa inicial. Aos 15 minutos, ele roubou a bola na direita, avançou e fez ótimo lançamento para Lucas Pratto na área. O argentino ajeitou e tocou para Hernanes, que bateu mascado, à direita da meta de Fernando Miguel.

Após uma queda de ritmo de ambas as equipes, o Tricolor voltou a assustar aos 36: após cobrança de escanteio pela direita com Lucas Fernandes, Militão ganhou do zagueiro no alto e testou firme, tirando tinta da trave esquerda. No minuto seguinte, Militão fez a ‘casquinha’ no meio campo, achando Marcos Guilherme, que acionou Hernanes. O meia experimentou de primeira, mas Fernando Miguel agarrou.

Apesar de a bola ter ficado 62% do tempo nos pés dos jogadores do São Paulo na primeira etapa, foi do Vitória a principal oportunidade de gol antes do intervalo. Em cobrança de falta frontal aos 45 minutos, Fillipe Soutto rolou para Uillian Correia soltar a bomba. A bola saiu com força e bateu no pé da trave direita de Sidão.

O segundo tempo começou elétrico. Logo aos dois minutos, Cueva, que entrou no lugar de Gomez, deu grande passe para Marcos Guilherme, que invadiu a área pela direita e chutou em cima do goleiro. No rebote, Pratto finalizou em cima de Wallace. Aos quatro, a reposta do Vitória: Neilton arriscou de fora e Sidão espalmou para o lado. Na sobra, o arqueiro salvou em chute de Patric.

O jogo não permitia respiro e o São Paulo contra-atacou perigosamente no lance seguinte, conseguindo escanteio em chute de Pratto. Na cobrança de Cueva pela direita, Militão voltou a ganhar no alto, mas desta vez acertou o cabeceio para fazer a festa da torcida tricolor no Barradão aos sete minutos – foi o primeiro gol do jogador de 19 anos com profissional.

Aos 36 minutos, em cobrança de escanteio pela esquerda, Cueva colocou efeito na bola e viu Fillipe Soutto desviar contra a própria meta, deixando o São Paulo em situação ainda mais confortável. Que não duraria muito, no entanto. Aos 44, o atacante colombiano Tréllez aproveitou bate-rebate na área e descontou para o Vitória, que na base do abafa sufocou o Tricolor nos acréscimos, mas não conseguiu o empate.

Lance!

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Botafogo-PB anuncia saída do meia Marcos Aurélio após negociações

Um dos jogadores mais importantes do Botafogo-PB nos últimos anos, está deixando o clube. A direção do Belo anunciou, na que o experiente meio-campista Marcos Aurélio não fará parte do…