Por pbagora.com.br

Santos e Corinthians começam a decidir o Campeonato Paulista às 16h deste domingo, na Vila Belmiro, depois de seguirem caminhos totalmente distintos na competição, com direito a mudanças de comando e brigas do lado santista, e equilíbrio e serenidade rara no Parque São Jorge. As semifinais, porém, nivelaram as expectativas sobre os rivais, que prometem fazer duas partidas equilibradas.

Por ter melhor campanha na primeira fase, o Corinthians tem duas vantagens na decisão. Além de fazer o segundo jogo no Pacaembu no próximo domingo (3 de maio), a equipe da capital joga pela igualdade no somatório dos resultados dos dois confrontos.

Tal vantagem, pelo menos, faz jus à trajetória tranquila do Corinthians no Estadual. Sob o comando de Mano Menezes, a equipe não sofreu nenhuma derrota. E se não empolgou com goleadas ou com futebol vistoso, também não tomou grandes sustos rumo à vaga nas semifinais.

Equilíbrio e segurança são as palavras que melhor traduzem o time do Parque São Jorge. O Corinthians possui a melhor defesa do Paulista (levou 16 gols em 21 jogos), não ficou mais de duas rodadas sem vencer e, quando precisou, transformou prováveis derrotas em empates. "Procuramos ser bons de empates quando a vitória não é possível. O empate é nossa segunda opção e pretendemos terminar o campeonato sem conhecer a terceira opção [derrota]", disse Mano.

Já o Santos sofreu mais. E até o último jogo da primeira fase. Começou sob o comando de Márcio Fernandes, mas a goleada sofrida diante do Palmeiras e a derrota para o Marília na sequência derrubaram o treinador. Somada ao mau desempenho em campo, a briga entre Fábio Costa e Fabiano Eller desestabilizou o grupo.

Então, chegou Vagner Mancini e sua aposta nos garotos Neymar e Paulo Henrique. O treinador colocou ordem na "casa", resolveu problemas de relacionamento, deficiências físicas e deu espaço às revelações. Resultado: recuperação, classificação e duas vitórias convincentes nas semifinais sobre a então sensação Palmeiras.

"Quando cheguei ao clube, encontrei um time que estava de cabeça baixa, com o moral abalado. Eles recuperaram isso. Hoje o Santos é um time muito forte, não só tecnicamente, como mentalmente", resumiu Mancini.

Neste domingo, os dois treinadores têm desfalques. No Santos, Roberto Brum, suspenso, e Rodrigo Souto, machucado, são os problemas no meio-campo titular (o reserva Domingos também está suspenso). Adriano e Germano são os prováveis substitutos. No setor ofensivo, Madson, Neymar e Kléber Pereira estão confirmados.

No Corinthians, Mano tem apenas uma ausência entre os titulares: Dentinho, suspenso com três amarelos. O treinador testou Morais na posição em três movimentações, mas não confirmou a substituição. Boquita e Fabinho correm por fora.

SANTOS X CORINTHIANS

Data: 26/04/2009 (domingo)
Local: estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Horário: 16h (de Brasília)
Transmissão: Globo, Bandeirantes e Premiere
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Everson Luquesi Soares (SP)

Santos
Fábio Costa; Luizinho, Fabiano Eller, Fabão e Triguinho; Adriano, Germano, Madson, Paulo Henrique Lima e Neymar; Kléber Pereira
Técnico: Vagner Mancini

Corinthians
Felipe; Alessandro, Chicão, William e André Santos; Cristian, Elias, Douglas e Morais (Boquita); Jorge Henrique e Ronaldo
Técnico: Mano Menezes

UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.