Por pbagora.com.br

Num jogo com as mazelas enfrentadas pelas equipes na Série D, como gramado ruim e interrupção porque roubaram parte da fiação elétrica, o Santa Cruz conseguiu sua primeira vitória na Série D deste ano ao derrotar por 1×0 o Potiguar, que atuou parte do jogo com apenas nove em campo.

O jogo, que marcou a estreia de Givanildo Oliveira no time coral, foi válido pela segunda rodada do Grupo A04 pela Série D do Campeonato Brasileiro, neste domingo chuvoso em Mossoró (RN). Com o resultado, o Santa passa agora a contar com três pontos e está na segunda colocação – em primeiro está o CSA, que venceu o Confiança-SE por 3×1.

Apesar do gramado ruim e de jogar fora de casa, o Santa Cruz apresentou-se melhor, com pelo menos três boas oportunidades de abrir o marcador no primeiro tempo. O primeiro lance ocorreu aos três minutos, quando Paulo César mandou a bola para o lado esquerdo do gol. Aos 28, Evandro bateu cruzado, mas novamente a bola saiu por fora da rede. Aos 43, Menezes driblou e passou para Osmar, que fez dobradinha com Brasão, deixando Victor Hugo diante do goleiro; no entanto o meia chutou para fora. Dois minutos depois, novamente o Tricolor mandou a bola na trave.

Da parte do Potiguar, que também vinha de derrota na primeira rodada (diante do Confiança-SE), o melhor momento ocorreu aos 38, quando Ítalo desperdiçou a oportunidade. Pouco antes, o atacante Gilliarde ficou frente a frente com o gol tricolor, porém ele se desequilibrou e não conseguiu chutar.

O time também foi obrigado a fazer uma mudança logo no início do jogo: Paulinho, numa dividida no primeiro minuto, ficou machucado e teve que ser substituído aos dez minutos.

Mas a primeira etapa ficou mesmo marcada pela interrupção por quase 40 minutos quando o jogo estava para completar meia hora. Um dos postes de luz não acendeu porque, segundo a direção do estádio, a fiação havia sido roubada. Segundo foi explicado à reportagem da Rádio Jornal, 40 metros de fios foram levados nessa tarde, uma vez que, ao meio-dia, o estádio havia sido vistoriado e nada de errado fora detectado.

Mal o segundo tempo começou, o Potiguar passou a ficar com menos homens em campo: nos primeiros segundos, Robinho foi expulso depois de um carrinho forte. Neste cenário, Givanildo Oliveira optou em trocar o zagueiro Luís Eduardo pelo meia Élvis.

Aos 7 minutos, um susto para o Potiguar: num ataque tricolor, Jal foi afastar e quase marcou um gol contra. O time do Rio Grande do Norte, mesmo com um homem a menos, seguiu ofensivo e, aos 15 minutos, mandou uma bola de cabeça rente ao travessão. Dando o troco, Victor Hugo, num belo drible, chutou a gol e obrigou o goleiro Wendel a, com o pé, fazer uma sensacional defesa.

Com vantagem numérica, o Tricolor se tornou ainda mais ofensivo, obrigando o goleiro Wendel a fazer duas defesas, aos 26 e 28 minutos. Aos 30, Élvis mandou para fora. Um minuto depois, o Potiguar perdeu mais um jogador: Ítalo recebeu o segundo amarelo e foi expulso, deixando o caminho ainda mais livre para o Santa Cruz.

Aos 39, enfim, o Santa Cruz acertou o pé após inúmeras tentativas. Jadilson cruzou, Brasão matou no peito e chutou para fazer o primeiro gol tricolor na Série D.

Na terceira rodada, o Santa Cruz receberá em casa, no Arruda, o Confiança no próximo domingo (1º), às 16h. Uma hora depois, novamente em Mossoró, o Potiguar enfrentará o o CSA.

Ficha do jogo

Potiguar
Wendel, Fernandes, Jackson, Jal, Robinho, Climárcio, Rafael Potiguar, Kaiko (Éverton), Paulinho (Kaká), Ítalo, Gilliarde (Renan). Técnico: Júnior Xavier

Santa Cruz
Tutti, Osmar, Leandro Cardoso, Menezes, Luis Eduardo (Élvis), Paulo César, Evandro, Dedé, Victor Hugo, Brasão, Gilberto (Jadilson). Técnico:Givanildo Oliveira

Público total: 1.748
Renda: R$ 17.735

Campeonato: Série D do Brasileiro
Estádio: Leonardo Nogueira (Nogueirão), em Mossoró (RN)
Árbitro: Wladyerisson Silva de Oliveira (CE)
Assistentes: Francisco Carlos Feitosa da Silva (CE)-Francisco Rudson Rocha Aquino (CE)

 


JC