O duelo já seria quente ao natural, pelo tamanho do Superclássico em uma fase tão aguda da competição continental. Os visitantes queriam uma revanche pela derrota na final do ano passado, em Madri. Mas foram os donos da casa quem levaram a melhor, mandando no jogo e vencendo com autoridade. Na noite desta terça-feira, o River Plate bateu o Boca Juniors por 2 a 0 em um Monumental lotado, no jogo de ida da semifinal da Libertadores, e ficou muito perto da finalíssima em Santiago.

Na etapa inicial, de pênalti, após consulta ao VAR, Borré abriu o placar. O segundo foi marcado por Ignácio Fernández, após bela jogada pela direita, decretando o 2 a 0 no marcador.

Agora, o River leva grande vantagem para o segundo duelo. Pode perder por até um gol de diferença que se garante na finalíssima da competição, em jogo único em Santiago, no mês de novembro. O jogo de volta da semifinal acontece na terça-feira, 22 de outubro, às 21h30min, na Bombonera, em Buenos Aires.

River marca e Boca pouco consegue produzir
Dúvida antes da partida, o zagueiro Pinola, do River, foi confirmado menos de uma hora antes do jogo. Já o atacante Lucas Pratto, ídolo da torcida, voltou de lesão mas começou no banco de reservas. Do lado do Boca, o volante De Rossi, uma das principais contratações da temporada, vindo da Roma, ficou fora inclusive do grupo de suplentes.

correio do povo

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário