Por pbagora.com.br

As cidades candidatas a organizar os Jogos de 2016 apresentaram ao COI orçamentos dificilmente comparáveis, ao recolher verbas equivalentes em diferentes pontos, mas que rondam os US$ 3 bilhões em organização e vão desde o US$ 1,030 bilhão de Chicago até os mais de US$ 11 bilhões de Rio de Janeiro em infraestruturas.

O menor orçamento seria o de Madri, com US$ 2,670 bilhões, seguido de Tóquio (US$ 2,860 bilhões), Rio (US$ 2,860 bilhões) e Chicago (US$ 3,8 bilhões). A candidata americana inclui neste ponto alguns de suas despesas em instalações esportivas, ao contrário do resto.

No que o COI engloba como investimentos de todo tipo que habitualmente correm a cargo dos governos e que depois ficam para benefício da comunidade, o Rio dispara na frente com US$ 11,1 bilhões, muito acima dos US$ 3,440 de Madri e dos US$ 2,1 de Tóquio.

Chicago só gastaria US$ 1,030 bilhão, mas o COI adverte que a cidade não incluiu, ao contrário de outras cidades, verbas relacionadas com melhoras em aeroporto, estradas, alojamento ou serviços médicos. O COI vai escolher a sede dos Jogos de 2016 na próxima sexta-feira (2).

 

R7