Por pbagora.com.br

Depois de perder para o Guarani no primeiro turno, o São Caetano ressuscitou. A equipe que beirava a zona de rebaixamento, iniciou então uma série de nove jogos sem perder, com sete vitórias e chegou até o G-4. No entanto, no returno o rendimento do time voltou a cair. Nas últimas duas rodadas, em casa, contra Ceará e Guarani, o Azulão somou apenas um ponto e viu as equipes que estão no grupo do acesso se distanciarem. Mas é no próprio desempenho que o time se inspira para seguir sonhando com uma vaga na elite em 2010.

– Nós conseguimos uma reação no primeiro turno e desde então nós sempre vínhamos jogando com uma necessidade de correr atrás para vencer de qualquer maneira. Jogar assim não é fácil, desgasta. Mas sabemos que o campeonato vai ser decidido nas últimas rodadas e temos plenas condições de subir. Nós mesmos somos exemplo – falou o auxiliar Wellington Berto, que vem substituindo nos jogos o suspenso Antônio Carlos.

Apesar da confiança em brigar até o fim da Série B pelo acesso, Berto quer uma reação já na próxima partida, sábado, em Goiânia, contra o Atlético-GO, adversário direto na luta para subir.

– Esses três pontos são essências e nós vamos jogar para vencer. A vantagem é que eles também vão sair para o jogo e buscar a vitória – acredita o auxiliar.

 

Com 41 pontos e na sexta posição na tabela de classificação, o Azulão está a seis pontos do Ceará e do próprio Atlético-GO, quarto e terceiro colocados, respectivamente. O Figueirense está em quinto, com 45. Já o Guarani, vice-líder, soma 52 pontos.

globoesporte.com