Por pbagora.com.br

 Véspera de jogo decisivo e a tradição de treinos fechados se mantém no Campinense. Nesta terça-feira, um dia antes do jogo contra a Ponte Preta, que decide a vida do time raposeiro na disputa da Copa do Brasil, o técnico Sérgio China optou por manter os portões fechados no Estádio Amigão, que também recebe o jogo desta quarta-feira contra a equipe paulista.

Ao final da movimentação, a imprensa teve acesso ao gramado do Amigão, mas o que deu para ver foi apenas um trabalho de bola parada, feito pelos jogadores do sistema ofensivo. O comandante raposeiro fez uma análise do que pode se esperar para o confronto válido pela competição nacional.

– Nós estamos buscando um equilíbrio na maneira de jogar. Queremos fazer uma boa atuação como estamos fazendo na Copa do Nordeste, no Campeonato Paraibano e conseguir ter um bom desempenho dentro de campo. Sem bola a gente tem que marcar, porque com uma grande equipe como é a Ponte, se ficarmos atrás do placar, vai ser muito mais difícil. Se a gente conseguir esse equilíbrio, podemos conseguir uma classificação – explicou Sérgio China.

MAIS UMA NOVIDADE

Além da preparação para o jogo contra a Ponte Preta, o treino desta terça-feira no Campinense foi a chegada de mais um contratado para a sequência da temporada. Trata-se do lateral Fabinho, que estava jogando no Mixto do Mato Grosso. O atleta tem 24 anos e acumula na carreira passagens por clubes como Itabaiana, Central de Caruaru e América-PE. Fabinho já se integrou ao elenco e sua chegada ao elenco foi por indiciação do treinador Sérgio China.

O Campinense entra em campo nesta quarta-feira, a partir das 18h30 (horário local) para encarar a Ponte Preta pela primeira rodada da Copa do Brasil 2017. O confronto acontece no Estádio Amigão e, para avançar de fase, a Raposa precisa de uma vitória, independente do placar. Qualquer outro resultado garante a classificação para a Macaca.


Redação com G1