Por pbagora.com.br

 A chuva que não dá trégua neste domingo forçou o GP do Brasil a entrar em bandeira vermelha. Por volta da 20ª volta, Kimi Raikkonen, da Ferrari, rodou sozinho na reta dos boxes, ficou de frente para o pelotão que passava e por pouco não foi acertado por um dos carros. Diante do perigo de mais acidentes, a direção de prova suspendeu a corrida. Os carros voltaram e a corrida foi reininciada depois de uma paralisação.

 

"Isso é incrivelmente estúpido. Tem de ter bandeira vermelha. Eles vão esperar que mais quantas pessoas batam? Eu quase acertei o Kimi ali", esbravejou Sebastian Vettel no rádio, pouco antes da paralisação.

 

A batida foi a terceira logo no começo do GP, que teve largada lançada pelo safety car por conta da chuva e da falta de visibilidade. Sebastian Grosjean, da Haas, bateu antes mesmo do início da disputa; Marcus Eriksson perdeu o controle do carro na entrada dos boxes e forçou a bandeira amarela; e Kimi completou a trinca na reta dos boxes, no acidente mais perigoso dos três.

 

"Estamos no limite, mas o problema é mesmo a visibilidade", explico Daniel Ricciardo, da Red Bull, à Rede Globo. A paralisação, por enquanto, é temporária. A organização da prova está na reta dos boxes limpando a pista dos destroços da Ferrari de Kimi enquanto os pilotos e as equipes estão reunidos no pit lane.

 

Antes da bandeira vermelha, todas as disputas foram afetadas pela presença constante do safety car. Pole position, Lewis Hamilton não foi ameaçado em nenhum momento por Nico Rosberg, que por sua vez também manteve a segunda colocação. Os dois pilotos da Mercedes repetiram seguidas vezes nos rádios que era "muito cedo" para arriscar uma troca para os pneus intermediários.

 

Atrás dos líderes da Mercedes, a prova parecia mais intensa. Felipe Massa, que largou na 13ª posição, levou uma punição de cinco segundos por ter ultrapassado Gutierrez enquanto o safety car estava na pista. Ricciardo, da Red Bull, também sofreu uma penalização de cinco segundos, mas por ter entrado nos boxes quando o pit lane estava fechado por conta da batida de Ericsson

 

UOL

Reprodução/Rede Globo
 

 

Deixe seu Comentário