Por pbagora.com.br

Não importa quem será o novo treinador da Seleção Brasileira. Nas palavras do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, o escolhido estará ‘ferrado’, pelo fato da próxima Copa ser disputada no Brasil. E qual será o nome? Luiz Felipe Scolari, Muricy Ramalho, Mano Menezes e Vanderlei Luxemburgo fazem parte da lista de apostas do dirigente, que foi chefe da delegação do time de Dunga na Copa do Mundo da África do Sul.

– Não sei quem será o novo treinador. O que sei é que este cara está ferrado. Será um tormento na vida dele. Na boa, coitado – disse Sanchez em entrevista ao jornal ‘O Globo’ deste domingo.

Na África do Sul, o mandatário do Corinthians respondeu a muitas perguntas do presidente da CBF, Ricardo Teixeira, sobre Mano Menezes. Mas disse não ter ideia de quem será o nome que comandará a Seleção até 2014 (ou não).

Sanchez considerou Dunga uma pessoa sincera, mas não concordou com o confronto do treinador com a imprensa. Disse ter chorado quando o Brasil perdeu para a Holanda, mas que nada superou a queda do Corinthians para a segunda divisão.

Em posição privilegiada nos bastidores, Sanchez afirmou que o estádio de São Paulo na Copa de 2014 será o Piritubão. E assegurou que o Timão vai construir um estádio dele, independentemente do que vai acontecer até o Mundial no Brasil.

– Se não for na minha administração (que vai até o final de 2011), na boa, não será nunca mais.

Em mais uma afirmação polêmica, o dirigente chamou o Morumbi de “muito atrasado” e defendeu a derrubada de todos os estádios do Brasil, inclusive o Maracanã:

 

G1

– Faz outro. Como fizeram na Inglaterra (Wembley).
 

Notícias relacionadas

Cancelamento das Olimpíadas ainda é opção, diz secretário-geral do Japão

Uma autoridade do partido governista do Japão disse nesta quinta-feira que cancelar a Olimpíada de Tóquio deste ano continua sendo uma opção se a crise do coronavírus se agravar demais, lançando uma…