Por pbagora.com.br

Depois do Botafogo (PB), e Treze, o Campinense foi mais um clube paraibano a se posicionar favorável ao retorno do público aos estádios. O presidente do Rubro-negro, Paulo Gervany, demonstrou o interesse em contar com os torcedores nas arquibancadas. Segundo o mandatário da Raposa, a retomada dos torcedores às arquibancadas é extremamente necessária para o vice-campeão estadual. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) avisou que não vai adotar o protocolo da CBF, que já recebeu o aval do Ministério da Saúde.

Paulo Gervany informou que o Campinense deseja voltar a contar com o “calor humano” do torcedor pelo menos até o fim do ano de 2020.

Essa semana, o Ministério da Saúde aprovou o protocolo enviado pela CBF, no qual a entidade sugere que 30% da capacidade das praças recebam torcedores, mas esse percentual pode ser aumentado.

Na Paraíba, o primeiro dirigente favorável à retomada do público foi o Treze. Ainda nas conversas para a volta do futebol no país e no estado, o presidente Walter Cavalcanti Júnior defendia que a modalidade retornasse com a presença dos torcedores. Nesta semana, foi a vez do Botafogo-PB, pelo vice-presidente administrativo e de futebol, Renato Beltrão, defender a retomada do público.

PB Agora

Deixe seu Comentário