A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Presidente da FPF sonha com clubes da Paraíba brigando por acesso para as Séries A e B do futebol brasileiro

Reeleita para o segundo mandato à frente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), a presidente Michelle Ramalho, sonha alto, e vislumbra a possibilidade de ver os clubes da Paraíba com visibilidade nacional e brigando pelo acesso para as Séries A e B do Campeonato Brasileiro.

Na visão da presidente, a Paraíba tem condições de sonhar alto e brigar por uma vaga na elite do futebol brasileiro. A presidente sabe que subir de divisão é o caminho para melhorar a posição no ranking da CBF e com isso garantir mais vagas em competições nacionais, como a Copa do Brasil e a Série D.

– Não podemos ficar pensando em disputar a Série C ou D a vida toda. Temos que pensar grande. Hoje temos dois times do Ceará na primeira divisão. Alagoas também esteve na Série A há pouco tempo. Temos que mirar nesses exemplos. Chegar à Série B, se consolidar e depois ter um projeto para disputar entre os melhores do país. Esse é o nosso grande objetivo daqui pra frente – arrematou Michelle.

Atualmente a Paraíba tem quatro times disputando as competições nacionais organizadas pela CBF. O Botafogo e Campinense disputam a Série C, enquanto o Sousa e o São Paulo Crystal disputam a Serie D. No formato dos pontos corridos, o Campinense foi o único time que chegou a disputar a Série B em 2008, mas depois caiu passando vários anos na Quarta Divisão do Campeonato Brasileiro.

Única presidente mulher entre as 27 federações do Brasil, Michelle Ramalho também tem uma meta pessoal que é fazer o futebol feminino deslanchar no país. Para isso, já foi convidada a comandar o projeto da CBF, mas preferiu ficar na Paraíba.

Para reestruturar o futebol feminino, a primeira missão foi organizar o campeonato, não apenas um torneio qualquer, como já existia.

Queria fazer mais, avalizar o surgimento de novos times. E associar o futebol feminino às grandes camisas” disse.

Iniciando o seu segundo mandato, Michelle Ramalho pretende investir ainda mais no futebol feminino para dar visibilidade nacional às atletas paraibanas. Para isso, ela tem o respaldo da CBF para as suas ações, não exatamente do atual presidente, Ednaldo Rodrigues. mas de todos que passaram pela entidade desde que foi eleita para comandar o futebol paraibano.

A presidente da Federação Paraibana de Futebol, Michelle Ramalho, foi reeleita por aclamação na semana passada. A dirigente, que está à frente da entidade desde 2018, vai para o segundo mandato, que será válido pelo quadriênio 2022–2026. Das 57 entidades aptas a participarem das eleições, 56 declararam apoio ao presidente.

SL

PB Agora

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe