A etapa de Haia (Holanda), que está acontecendo e vai até o próximo domingo (6/1) abre a participação das duplas brasileiras no Circuito Mundial 2019.A competição nível quatro estrelas ainda não conta pontos para a corrida olímpica brasileira, mas os resultados obtidos no torneio podem ser importantes para o ranking de entradas e consequentemente o chaveamento em eventos futuros.

 

Além disso, a competição conta com um diferencial, sendo disputada em um ginásio fechado. É o segundo ano consecutivo que Haia abre o calendário do Circuito Mundial. Três duplas brasileiras já estão garantidas na fase de grupos que começa a partir de hoje.

 

No masculino, Pedro Solberg/ Bruno Schmidt (RJ/DF) e Ricardo/Álvaro Filho (BA/ PB) estão na fase de grupos e começam a jogar a partir de hoje. No feminino, Ana Patrícia/ Rebecca (MG/CE), garantidas na fase de grupos, já estrearam ontem.

 

Para estarem na disputa, as duplas brasileiras passaram a virada do ano já na Holanda, ou dentro de um avião, tudo em busca de bons resultados representando o Brasil. O campeão olímpico Ricardo, que passou o réveillon viajando, comentou a experiência.

 

“Neste momento de confraternização sempre queremos estar próximos da família, mas a vida do atleta, desde o início, é de abdicação. Trocamos isso por sonhos. Estou feliz e confiante na parceria com o Álvaro Filho e por isso estamos correndo atrás. Vamos buscar a adaptação ao torneio em quadra fechada e climatizada da maneira mais rápida”, disse o baiano, que comemora no próximo domingo 44 anos.

 

 

Redação

 

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário