O lutador paraibano Antônio Cara de Sapato tem talvez seu maior desafio no UFC pela frente no próximo sábado, em Vancouver: o jamaicano Uriah Hall, 12º colocado do ranking peso-médio. O “Homem Ambulância” foi vice-campeão do reality show The Ultimate Fighter nos EUA e ficou bem conhecido por seus nocautes espetaculares. Campeão do TUF Brasil 3 e faixa-preta de jiu-jítsu, Sapato sabe que o melhor caminho para a vitória é anular o jogo de “Showtime” com o que faz de melhor.

“Eu vi que ele aceita um pouco o chão, isso é ótimo para mim. Ele é um cara que se abre muito, ele precisa de espaço para fazer o jogo dele, que é na distância, dando os (golpes) rodados que ele faz muito bem. Vi que ele não tem muito volume, geralmente são golpes isolados, então (vou) usar isso ao nosso favor até mesmo para entrar em uma queda em algum golpe dele. E no chão a gente está em casa, nos sentimos muito bem, treinei jiu-jítsu a vida inteira. (Vou) Trabalhar o ground and pound, foi uma coisa que eu treinei muito, essa é uma das partes do meu jogo que eu não estava usando. Acho que o ground and pound faz o cara entregar a finalização, abre muito espaço para você e é uma das coisas que eu estou usando e pretendo usar com ele também”, disseo peso-médio paraibano.

Cara de Sapato vai buscar sua recuperação no UFC, após sofrer uma derrota por decisão unânime para Ian Heinisch em maio – seu primeiro revés em três anos. Na ocasião, o brasileiro dominou o primeiro round usando a luta agarrada, mas se desgastou e acabou sofrendo a virada nos assaltos seguintes. Ele garante ter aprendido uma lição importante para o duelo deste sábado.

“Eu vi que eu estava forçando muito algumas posições, por exemplo, queda, que é uma coisa que todo mundo sabe que cansa muito. Eu estava querendo forçar muito algumas situações e eu acho que essas situações têm que aparecer por conta própria, a gente tem que fazer essas situações aparecerem. Então a gente trabalhou muito isso, para ficar um jogo mais fluido, mais tranquilo. Eu vi que eu me desgastei muito por bobeira, e uma das coisas que me faziam desgastar era justamente a queda e algumas outras situações. Nós trabalhamos bastante isso no nosso jogo, funcionou muito bem no sparring e estamos trazendo para a luta”, disse.

 

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Palmeiras vence Fortaleza e chega à 4ª vitória seguida com Mano Menezes

O Palmeiras segue firme na briga pela liderança do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o time comandado por Mano Menezes visitou o Fortaleza, na Arena Castelão, e voltou para casa com…