Por pbagora.com.br

 O presidente do Oeste Futebol Clube, Ernesto Garcia, não liberou o meia Fernandes para se desligar da agremiação.

O jogador paraibano acertou tudo com o Treze e depende apenas da rescisão contratual para se apresentar no Estádio Presidente Vargas.

Fernandes já se reuniu pelo menos duas vezes com a diretoria do Oeste, mas apesar de manifestar o desejo de deixar a equipe para voltar ao futebol paraibano, não teve sucesso na negociação.

De acordo com Ivandro Filho, diretor de Futebol do Galo, atleta e clube já acertaram todos os detalhes financeiros, restando apenas a liberação do time paulista.

Caso a negociação estanque, o dirigente avisou que o Treze já tem outras opções na pauta.

– Vamos esperar até o começo da próxima semana para que Fernandes possa definir sua situação com o Oeste. Caso não venha, nós vamos em busca de jogadores do mesmo nível para suprir essa carência no elenco do Treze – informou Ivandro Filho.

Sobre o atacante Pimentinha, de 26 anos, que se destacou no Sampaio Corrêa ano passado e acabou deixando o São Caetano recentemente, o diretor de Futebol alvinegro disse que “é uma contratação mais difícil.

– Pimentinha tem contrato com o São Caetano e multa de R$ 1 milhão. Nossa intenção é negociar com o São Caetano o empréstimo do jogador, com o salário do atleta sendo dividido entre as partes. Mesmo assim, o Sampaio também está na negociação, de modo que se torna complicada a vinda dele para o Treze – explicou.

Enquanto a diretoria trabalha para contratar e agendar amistosos, os jogadores continuam a rotina de treinos no PV.

 

EsportesPB

Notícias relacionadas

Cancelamento das Olimpíadas ainda é opção, diz secretário-geral do Japão

Uma autoridade do partido governista do Japão disse nesta quinta-feira que cancelar a Olimpíada de Tóquio deste ano continua sendo uma opção se a crise do coronavírus se agravar demais, lançando uma…