Por pbagora.com.br

Nem mesmo a pandemia do Covid-19, conseguiu amenizar os ânimos dentro da diretoria do Botofogo da Paraíba, onde esta semana o atual presidente do clube Sérgio Meira e seu vice-presidente Breno Morais, voltaram a trocar farpas públicas, fragilizando a imagem do clube que já enfrenta os efeitos econômicos da paralisação dos jogos devido ao novo coronavírus.

Segundo Breno, o atual presidente Sérgio Meira se perdeu na administração, trazendo pessoas para a sua administração que não tinham nenhuma experiência em futebol e, com isso, pôs em risco todo um trabalho feito pelas diretorias nos últimos anos, quando existia uma união no clube. “A ingratidão e a vaidade de Sérgio Meira começaram o desgaste. Ele deixou de ouvir quem tem experiência em gerir o clube com a sabedoria dos erros passados, para ouvir pessoas sem nenhuma experiência no assunto. Não tenho obsessão alguma na pessoa do atual presidente do Botafogo, mas meu compromisso é com o legado deixado no clube, e principalmente com a verdade… jamais farei oposição ao Botafogo e sim à administração atual”, disse o Breno que já dirigiu o clube.

Já o atual presidente do clube ontem (10), numa rádio da capital acusou a oposição, que, segundo ele tem apenas 10 pessoas, de tumultuar a administração dele, tentando denegrir a sua imagem.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Oliveira Canindé pode reassumir o Campinense na Série D do Brasileiro

O técnico Oliveira Canindé pode reassumir o Campinense para comandar a equipe no restante da Série D do Brasileiro. Com a saída de Givanildo Sales do comando técnico da Raposa,…