Não é tudo, mas a experiência conta muito. E tudo o que David Luiz aprendeu na Liga dos Campeões veio à tona na hora que o Paris Saint-Germain passava por grande sufoco para travar as investidas do Barcelona no duelo da última terça-feira. Na última meia hora do jogo no Parque dos Príncipes, o PSG já vencia por 3 a 2, mas Neymar e Messi, endiabrados, fizeram de tudo para buscar pelo menos o empate. Luis Enrique ainda lançou mais dois jogadores ofensivos: Munir e Sandro, mas o placar não se alterou. Boa parte graças à boa atuação do defensor brasileiro, que não hesitou em orientar os companheiros diante de um dos times mais temidos do mundo.

David Luiz chegou a Paris há menos de dois meses, mas já impôs o seu caráter e carisma no vestiário o PSG. Em campo, todos o escutam, começando pelo treinador Laurent Blanc, a quem o brasileiro se dirigiu duas vezes durante o jogo para explicar situações táticas. Normalmente é o treinador quem chama o jogador, mas neste caso foi o zagueiro que se dirigiu até ao banco.

Um pouco antes do intervalo, com o jogo ainda empatado, David aproveitou uma parada para dar indicações a Pastore e Cavani, que ouviram atentamente a explicação. Pelos gestos que fazia com as mãos, o camisa 32 parecia estar pedindo algum apoio do centroavante na defesa, para tentar impedir que Messi e Iniesta subissem com a bola tão rapidamente. Cavani respondeu de forma positiva com a cabeça e colocou em prática as ordem que recebeu. No segundo tempo, o uruguaio participou mais na defesa e, em duas ocasiões, cortou bolas perigosas perto do seu próprio gol, recebendo em troca uma ovação do público do Parque dos Príncipes.

– Cada um tem a sua forma de liderar dentro da equipe, seja ela dentro ou fora do campo. Eu tento sempre passar confiança e alertar os companheiros para aquilo que a gente preparou durante a semana. São traços da minha personalidade – admitiu o zagueiro, campeão da Champions em 2012 com o Chelsea.

Amizade com rivalidade
Companheiro de David na seleção brasileira, Neymar viveu pela primeira vez a experiência de ter o zagueiro como adversário. E o craque do Barcelona ficou até surpreendido em alguns momentos com as táticas usadas pelo amigo para travar a sua parceria com Messi. Durante uma cobrança de falta do argentino, ainda no primeiro tempo, o ex-Chelsea tratou de organizar toda a barreira, pediu ao goleiro Sirigu que a aprovasse e se colocou um pouco ao lado, na marcação de Neymar e Pedro. Antes da cobrança, o brasileiro deu um valente empurrão em Neymar com o braço direito e em Pedrito com o braço esquerdo. Os dois nem ligaram, mas, depois, o atacante brasileiro apontou para o amigo e fez um comentário sobre o lance.

Já na etapa final do jogo, com os ânimos quentes, Jordi Alba e David se envolveram num bate-boca em um lance em que o lateral do Barça sofreu falta. O camisa 32 defendeu seus companheiros do PSG, e Neymar apareceu para os afastar, pedindo ao amigo que deixasse ficar por isso mesmo. Os dois, animados, trocaram algumas palavras entre sorrisos e gestos de afeto.

"Catimba" para segurar resultado
O jogo ainda não tinha terminado, e Marquinhos, que teve uma boa atuação, foi um dos principais alvos de David Luiz na hora de dar indicações. O jovem zagueiro levou até um "tapa" no pescoço do companheiro como um gesto simbólico de motivação antes de uma cobrança de falta. Marquinhos recebia orientações sobre a quem passar a bola, quando e onde recuar para duplicar a marcação e normalmente obedecia, embora o já estivesse muito solto em campo.

Nos minutos finais, já depois de Marquinhos e Van der Wiel terem cortado bolas muito perigosas em cima do gol de Sirigu, David Luiz pediu aos companheiros que se empenhassem na “arte” de perder tempo, a famosa "catimba". Como o PSG apostou no contra-ataque durante a partida, o time não estava conseguindo segurar a bola no meio do campo, e, com a sua experiência, o zagueiro pediu aos colegas que adotassem esta postura para evitar o gol do empate. Sempre que o goleiro do PSG tinha a bola, lá ia David pedir que esperasse um pouco para repor. Só quando o camisa 32 avançava no gramado é que Sirigu lançava.

Depois, ao ver Lucas deitado no chão por câimbras, David Luiz entendeu que seria uma ocasião para não desperdiçar. O zagueiro pediu calma ao meia-atacante, e os dois conversaram alguns segundos no gramado, até que o árbitro Gianluca Rizzoli, pressionado pelos jogadores do Barça, exigiu a entrada imediata dos médicos do PSG, que aguardavam uma definição enquanto o relógio corria.

Já não faltava muito tempo, para que o árbitro italiano terminasse com a tortura de travar a dupla Neymessi durante os 90 minutos. A vitória era do PSG, e David Luiz, com um gol, nenhuma falta cometida e 28 de 30 passes acertados, foi eleito pela Uefa o melhor em campo. A dupla formada por Neymar e Messi, responsável pelos dois gols do Barça, teve boa atuação, mas não o suficiente para dar a vitória aos catalães.

– São dois grandes jogadores. Não tenho nada a dizer, eles sempre vêm para fazer gols e dar o melhor pelo Barcelona, mas acho que toda a equipe esteve bem, não foi só a defesa. Fico feliz porque todos os jogadores conseguiram fazer o que estava planejado dentro do campo – comentou o brasileiro.

Atuação rende elogio de presidente
Num momento em que vinha sendo muito criticado pela imprensa francesa, um gol e uma atuação positiva contra o Barcelona deixaram David Luiz aliviado. E renderam um elogio do presidente do clube, Nasser Al-Khelaïfi, que desembolsou € 50 milhões pelo brasileiro e disse, após o jogo, que ele valia mais do que isso.
– Fico feliz com esse comentário, porque o importante na vida são os princípios, e não o dinheiro. Acho que todo o mundo vale mais do que € 50 milhões quando você tem educação, respeito, quando você é humano – apontou David.

O Paris Saint-Germain agora tentará aproveitar a boa vitória Champions para engrenar no Campeonato Francês, onde ocupa o modesto quarto lugar. O time volta ao campo no próximo domingo, quando enfrentará o Monaco.

Globo

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Divulgada tabela do NBB; Basquete Unifacisa estreia em casa contra o Rio Claro

A Liga Nacional de Basquete (LNB) divulgou, a tabela oficial do primeiro turno do Novo Basquete Brasil (NBB) 2019/20. O Basquete Unifacisa vai estrear contra um velho conhecido, o Rio…