Por pbagora.com.br

Com um de Kaká, que jogou apenas meio tempo, e dois de Benzema, o Real Madrid venceu sua quinta partida consecutiva no Campeonato Espanhol neste sábado. Jogando em casa, os galácticos sequer precisaram dos gols do artilheiro Cristiano Ronaldo – que saiu com cara de pouco amigos ao ser substituído na etapa final – para vencerem o Tenerife por 3 a 0.

Com o resultado, o time merengue chegou aos 15 pontos e assumiu a liderança provisória do torneio. Barcelona, com a mesma pontuação, fica atrás devido aos critérios de desempate.

Real começa lento
Sem Kaká, poupado e que começou o jogo no banco de reservas, O Real Madrid iniciou a partida em um ritmo mais lento do que nos seus últimos compromissos. Ao contrário dos dois duelos anteriores, contra Xerez e Villarreal, quando marcou logo nos primeiros minutos, os merengues custaram até mesmo para dar o primeiro chute com perigo.

Após disparo de Cristiano Ronaldo, a bola desviou em um marcador do Tenerife e sobrou para Raúl. No entanto, o veterano, que atingiu a marca de 525 jogos em campeonatos espanhóis e se tornou o jogador na história do Real com mais jogos no torneio, chutou em cima do goleiro Aragoneses.

Outro lado inusitado da partida foi o encontro de Xabi Alonso, que retornava ao time merengue após lesão, com seu irmão mais velho, Mikel, que defende o Tenerife.

Kaká entra e dá sorte

No segundo tempo, o técnico Manuel Pellegrini sacou Granero e Sergio Ramos e colocou Kaká e Guti, passando Lass para lateral direita e colocando o brasileiro mais encostado a Cristiano Ronaldo, Raúl e Benzema.

E a substituição, mesmo indiretamente, acabou surtindo efeito. Com mais um jogador de frente para se preocupar, a defesa do Tenerife vacilou após cruzamento de Xabi Alonso e deixou o francês Benzema sozinho. O ex-atacante do Lyon, em posição duvidosa, cabeceou com estilo e abriu o placar aos dois minutos.

Apesar de estar atrás no marcador, o Tenerife não se abateu e pressionou o Real em busca do empate. Aos dez, Kiko, frente à frente com Casillas, perdeu grande chances chutando sobre a meta do time da capital.

Embora tivesse algum trabalho atrás, o Real encontrava mais espaços para atacar. Aos 12, Cristiano Ronaldo, em bela jogada individual, não ampliou.

Um minuto depois, no entanto, a zaga adversária vacilou na frente de Benzema. Em dia inspirado, o jogador dominou na área, cortou um marcador e colocou a bola no fundo das redes. 2 a 0 para os galácticos e festa nas arquibancadas do Bernabéu.

Tenerife pressiona, mas Casillas, “largo”, salva o Real

Aos 21, Casillas saiu catando borboleta e deixou a bola nos pés de Omar. O atleta do Tenerife dominou, ajeitou e bateu com estilo. Mas, caprichosamente, a bola pegou na trave e, para sorte do goleiro merengue, saiu pela linha de fundo.

Sete minutos depois, Casillas se recuperou da falha e, no mesmo lance, fez três defesas salvadoras, evitando o primeiro gol da equipe visitante.

Mas Kaká, mostrando que, de fato, mudou a cara do Real na partida, tratou de dar um ponto final a qualquer tipo de reação do Tenerife. O camisa 8 pegou rebote na entrada da área, ajeitou o corpo e bateu com estilo no canto de Aragoneses aos 32 minutos. Primeiro gol de bola rolando do craque brasileiro com a camisa merengue.

Cristiano Ronaldo, que havia marcado nos quatro jogos anteriores do Real no Campeonato Espanhol, foi substituído aos 34 por Diarra. O português deixou o gramado com cara de poucos amigos.

 

Renato marca em goleada do Sevilla

 

Em outro jogo deste sábado, o Sevilla foi a Bilbao e goleou o Athletic por 4 a 0. O meia brasileiro Renato abriu o placar para o clube andaluz, que chegou aos 12 pontos no Campeonato Espanhol.

globoesporte.com

Notícias relacionadas

Governo anuncia plano de vacinação para atletas olímpicos

O Ministério da Saúde anunciou hoje (11) a vacinação contra a covid-19 de toda a delegação olímpica e paraolímpica brasileira que vai aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, cuja abertura está marcada…