A Paraíba o tempo todo  |

Judô: Alunos do Peti se destacam em Campeonato Brasileiro

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Com apenas 12 anos, Fábio Emerson Moreira da Silva, atendido pelo Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), conquistou a medalha de bronze no Campeonato Brasileiro de Judô, realizado no último fim de semana, na cidade de Vitória (ES). Outras duas alunas do Peti, Alicia Maria Lima de Melo e Natália de Lima Tomaz, também participaram da competição, ficando Alicia com a quinta colocação.

As três crianças disputaram com atletas de todo o Brasil, na categoria Infanto-Juvenil Sub13 e tem como técnico o professor Felipe Cassimiro de Albuquerque. Alunas do núcleo do Peti Félix Cahino, localizado no bairro do Valentina de Figueiredo, as crianças se classificaram para o Campeonato após bons resultados obtidos na etapa Nordeste 3. Também passaram a integrar a Seleção Paraibana de Judô na categoria Sub 13 e em junho disputarão a seletiva dos Jogos Escolares Brasileiro (Jeb’s).

Para o secretário-adjunto da Sedes, Lau Siqueira, não se trata de uma simples premiação a ser comemorada. "Na verdade, temos aqui o exemplo de que um trabalho pedagógico bem conduzido pode realmente abrir uma perspectiva nova para crianças que vivem em uma situação de vulnerabilidade social", disse.

O secretário-adjunto destacou que o Peti em João Pessoa tem apresentado outros resultados que podem ser considerados satisfatórios, mesmo sem o recebimento de medalhas. "Por exemplo, este ano chegaremos a 100 alunos de música lendo partitura. A medalha em questão, mais que o mérito, representa, sobretudo, um reconhecimento aos profissionais que trabalham essas crianças no dia-a-dia, tirando-as não apenas do trabalho indevido, mas também dos apelos fáceis da ruas, que levam muitas vezes à exploração sexual e ao consumo e tráfico de drogas. O nosso Fábio, hoje, passa a ser um grande referencial para outras crianças que poderão, também, receber o reconhecimento a partir de um trabalho bem conduzido na área do esporte ou na arte. Esta é a nossa missão", concluiu Lau.

O Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) atende atualmente, em todo o município, 3.112 crianças e adolescentes de 7 a 15 anos de idade, retirados de condições de trabalho consideradas perigosas, penosas, insalubres ou degradantes. Em 28 núcleos, distribuídos em vários bairros da cidade, esses meninos e meninas realizam no horário oposto ao da escola uma série de atividades de esporte, lazer e sócio-educativas que contribuem para o desenvolvimento físico e mental sadios.

 

Secom/JP

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe