Com intensidade no meio-campo para pressionar a circulação de bola do adversário, os comandados de Coudet tiveram oportunidades para trazer uma boa vantagem ao Brasil, mas não conseguiram colocar a bola na rede. A La U ainda teve Montillo expulso na segunda etapa, mas conseguiu segurar o empate.

Fora de campo, a partida ainda contou com protestos da torcida organizada da La U contra o governo de Sebastián Piñera, presidente do Chile, e a repressão policial do país.

As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, às 19h15 (de Brasília), no Beira-Rio. Quem avançar, enfrenta o vencedor de Maracá x Tolima na terceira fase. Antes do jogo de volta, o Colorado encara o Novo Hamburgo, neste sábado, às 17h, pelo Campeonato Gaúcho.

Apesar de não balançar as redes, o Internacional não se intimidou na primeira etapa e colocou pressão para incomodar os chilenos. A primeira grande chance colorada veio logo aos 13 minutos, com Edenílson. Guerrero teve duas oportunidades, aos 20, quando foi travado na hora do chute, e aos, 45, em cobrança de falta que raspou a trave.

Nos primeiros minutos do segundo tempo, o Inter continuava superior, mas sem conseguir finalizar a gol. O jogo ficou um pouco morno, mas pegou fogo aos 19 minutos, quando Montillo fez falta em Moisés, recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

Foi então que o Inter cresceu na partida e levou perigo ao time da casa. Aos 22, Victor Cuesta fez um levantamento preciso para Edenílson, que subiu entre os zagueiros e cabeceou para ótima defesa de De Paul. A La U respondeu no minuto seguinte, com Aránguiz tentando o toque por cobertura, mas Rodrigo Moledo tirou em cima da lliha.

Na reta final da partida, o Colorado pressionava para conseguir o gol da vitória, mas pecava no último passe e nas finalizações. Na melhor chance, Marcos Guilherme conduziu pela esquerda e cruzou para Guerrero, mas o peruano já havia passado da linha da bola e não conseguiu o chute.

Sul Americana – Fluminense e Union La Calera estrearam na Copa Sul-Americana com um empate em 1 a 1 na noite desta terça-feira, no Maracanã. Diante de uma equipe que veio ao Rio de Janeiro com o objetivo claro de não perder, o Flu não jogou bem e decepcionou pela segunda vez seguida na temporada. No sábado, o Tricolor sofreu sua primeira derrota em 2020 ao cair diante do Boavista, pela Taça Guanabara.

Os dois gols do jogo foram marcados no segundo tempo. O Flu saiu na frente com Evanilson e o La Calera empatou com Castellani no seu único chute em gol nos 90 minutos.

Terra

Deixe seu Comentário