A Paraíba o tempo todo  |

Grêmio vence Ayacucho, do Peru por 6 x 1 pela Libertadores

Sem dificuldade alguma. Aliás, ao contrário, com uma tranquilidade assombrosa, o Grêmio passou por cima do Ayacucho, do Peru, na noite desta quarta-feira, na Arena, pela segunda fase da Libertadores. O clube gaúcho construiu a goleada por 6 a 1, a maior do clube na competição, praticamente toda no primeiro tempo e tem vantagem grande para a volta, na próxima semana, na altitude de Quito, no Equador. David Braz, Ferreira, Diego Souza, três vezes, e Guilherme Azevedo fizeram os gols. Quina descontou em falha de Vanderlei.

A volta
O jogo que define a classificação está marcado para a próxima terça-feira, dia 16, às 21h30, no Estádio Olímpico de Atahualpa. O Grêmio pode até perder por três gols de diferença que estará na terceira fase da Libertadores — o rival sai de Unión Española e Independiente del Valle.
Primeiro tempo
A etapa inicial, especialmente, foi um ataque contra defesa. O Grêmio começou com tudo e criou chances do início ao fim diante de um adversário muito frágil. O Tricolor abriu placar logo aos três minutos e foi a cada momento com a possibilidade de chegar próximo do gol rival. Vanderlei foi um mero espectador. Ferreira, aos 27, e Diego Souza, aos 32 e aos 40, completaram o placar dos primeiros 45 minutos.

O Ayacucho voltou com postura mais corajosa na segunda etapa. Isso não diminuiu a sua fragilidade técnica, claro, mas o time esteve mais vezes no campo do Grêmio, o que não ocorreu no primeiro tempo. O Tricolor demorou para retomar o ritmo. Vanderlei falhou em cobrança de escanteio e permitiu o gol de Quina. Mas depois, Guilherme Azevedo e Diego Souza, este um senhor golaço, com direito a dribles em dois marcadores, fecharam a conta.

Bola do jogo para Diego Souza!
O centroavante começou “on” a temporada 2021. Depois de ser o artilheiro do Brasil em 2020 com 28 gols, o camisa 29 fez três dos seis gols do Grêmio na goleada e mostrou novamente sua veia artilheira. É o primeiro “hat-trick”, expressão em inglês para quando um jogador marca três gols, pelo Grêmio. E isso dá direito de levar a bola da partida para casa. O terceiro gol de Diego Souza teve requintes de crueldade, com o gremista entrando à dribles na área.

Globoesportes.com

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe