Por pbagora.com.br

As metas de Flamengo e Corinthians são defendidas por goleiros que são ídolos dos torcedores dos dois clubes. Foram heróis em momentos de glória e vilões em tempos difíceis. Mas o que une os dois adversários nas oitavas de final da Libertadores é a trajetória da dupla, que está diretamente ligada ao clube adversário.

A história de Bruno, hoje no Flamengo, com o Corinthians, aconteceu em 2006. No mês de agosto daquele ano, quando era um dos destaques do Atlético-MG, o goleiro de 21 anos foi comprado pela MSI, empresa parceira do Corinthians, e repassado ao Timão. Mas ele nem entrou em campo pelo time paulista, se desentendeu com a diretoria e pediu para ser liberado três semanas depois de chegar ao Parque São Jorge. Incomodado com o comportamento do atleta, o técnico Leão aceitou o pedido e fez duras críticas a Bruno.

Depois de algumas semanas sem clube, o goleiro foi oferecido ao Flamengo, que aceitou o reforço. No clube carioca, Bruno se firmou como titular no final de 2006 e nunca mais largou o posto.

Sem Bruno, o Corinthians foi procurar outro jovem goleiro para assumir o posto em 2007. Depois de boas atuações pelo Bragantino no Campeonato Paulista daquele ano, Felipe foi contratado pelo Timão para liderar a defesa. Assumiu a condição de titular mas não conseguiu evitar a queda para a Série B do Brasileiro de 2008.

..Em 2009, depois de muitos altos e baixos no clube paulista, Felipe se viu no meio de uma grande polêmica envolvendo o Flamengo, clube pelo qual o atleta declarou torcer na infância. Na 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Rubro-Negro assumiu a liderança do torneio após uma vitória por 2 a 0 sobre o rival paulista. No lance do segundo gol, marcado em cobrança de pênalti por Léo Moura, Felipe se recusou a fazer a defesa e ficou parado no meio do gol. Como a vitória do clube carioca prejudicou São Paulo e Palmeiras, que ainda concorriam ao título, o goleiro foi ameaçado até de suspensão por suspeita de “ajudar” seu time do coração.

Corintiano ainda não está confirmado

Se Bruno é presença certa na meta do Flamengo na partida de quarta-feira (27), no Pacaembu, pelas oitavas de final da Libertadores, Felipe ainda corre o risco de ficar de fora da partida. Apesar de ter participado dos treinos do Corinthians nos últimos três dias, o goleiro ainda se recupera de lesão que o afastou dos gramados nas últimas três semanas.
 

r7

Deixe seu Comentário