A disputa no topo da tabela de classificação continua. E é o Atlético-MG que continua nela. Comandado pelo argentino Lucas Pratto, autor dos gols alvinegros, o time de Levir Culpi bateu o Palmeiras por 2 a 1 e voltou a vencer no Campeonato Brasileiro, após três rodadas. Com o resultado no Independência, neste domingo, o Galo segue na cola do Timão, estando a quatro pontos do adversário paulista. O resultado também evidencia a fase instável do Palmeiras, que perdeu o quarto jogo nos últimos cinco jogos.

No encontro de dois times que vinham demonstrando irregularidade nos últimos jogos, melhor para o Galo, agora com 39 pontos. O Palmeiras permanece com 31 pontos, na quinta colocação. Lucas Pratto, em noite iluminada, fez os dois para o Galo, enquanto o volante Andrei Girotto abriu o placar para o Alviverde. Todos os gols saíram na primeira etapa.

Pelo Brasileiro, os dois times voltam a campo no próximo final de semana. Antes, as duas equipes têm compromissos pela Copa do Brasil. O Atlético-MG vai a Florianópolis, quarta-feira, e duela contra o Figueirense, às 19h30 (de Brasília). O Palmeiras permanece em Belo Horizonte para pegar o Cruzeiro, também na quarta, às 22h (de Brasília), no Mineirão. Na próxima rodada do Brasileirão, o Galo vai ao Rio de Janeiro, onde encara o Fluminense, no Maracanã, domingo, às 16h (de Brasília). Já o Palmeiras recebe, em mesmo dia e horário, o Joinville, na Arena Palmeiras.

O jogo

O primeiro tempo foi a mil por hora, e o Palmeiras foi competente logo na primeira descida, aos quatro minutos. Lucas achou Andrei Girotto livre, no meio da zaga atleticana. O volante subiu sozinho e cabeceou sem chances para Victor. Era o terceiro jogo seguido que o Galo saía atrás no placar. E, em nenhum deles, conseguira virar.

Mas a história foi escrita de maneira diferente. A equipe conseguiu o empate e a virada na segunda etapa. Leandro Donizete cruzou da direita, Lucas Pratto se antecipou a Prass e, de cabeça, mandou para as redes, empatando. Foi o argentino que virou. Lucas, garçom no gol palmeirense, foi algoz do próprio time ao deslocar Giovanni Augusto dentro da área. Pênalti, que Lucas Pratto não desperdiçou e colocou o Galo na frente no placar.

 

No segundo tempo, Marcelo Oliveira resolveu corrigir o lado esquerdo da defesa palmeirense e ousar no ataque. Sacou Egídio, Andrei Girotto e Alecsandro e colocou Robinho, Gabriel Jesus e Barrios, respectivamente. Já Levir promoveu o retorno do lateral Patric, afastado por não ter renovado com o clube. O jogador entrou no lugar de Thiago Ribeiro. Guilherme entrou na vaga de Giovanni Augusto, cansado.

O Palmeiras cresceu, impediu os avanços do Atlético-MG, que não conseguia ficar com a bola. A equipe alviverde achava espaços, mas pecava nas finalizações. Numa delas, Dudu arriscou de fora da área, e Victor quase aceitou um frangaço, mas o goleiro conseguiu desviar para escanteio. O jogo ficou dramático para os atleticanos, que pediam o final da partida a cada descida palmeirense. Mas, no final, alívio no Horto, vitória alvinegra e perseguição ao Corinthians mantida.
 



Globoesporte.com

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário