Por pbagora.com.br

O Flamengo atuou mal, mas voltou a vencer nesta quarta-feira (16) após quatro jogos de jejum e reassumiu a vice-liderança provisória do Campeonato Brasileiro. O 1 a 0 – gol de Everton – sobre o América-MG, no Mineirão, levou o Rubro-negro aos 66 pontos e rebaixou matematicamente a equipe mineira, lanterna da competição com 27 pontos.

Os cariocas agora torcem contra Palmeiras e Santos no complemento da rodada. O Alviverde enfrenta o Atlético-MG, quinta-feira (17), no Independência. Já o Santos recebe o Vitória, às 19h30, na Vila Belmiro. Um empate do Alvinegro garante a manutenção do Flamengo na 2ª colocação.
Na próxima rodada, o Rubro-negro recebe o Coritiba, domingo (20), às 19h30, no Maracanã. O América-MG cumpre tabela e joga fora de casa contra o Grêmio no mesmo dia, às 17h, em Porto Alegre.

Flamengo pouco inspirado, mas suficiente para vencer
Os cariocas deixaram a desejar na primeira etapa. Pouco inspirado, o Flamengo teve dificuldades para ameaçar o gol de um América-MG que apostou nos contra-ataques e por pouco não saiu na frente. Mas coube ao meia Everton, de volta ao time após quatro jogos de ausência, abrir o placar e fazer o Rubro-negro respirar.

Aos 32min, ele aproveitou o cruzamento de Jorge e cabeceou. A bola ainda desviou em Jonas e tirou as chances do goleiro João Ricardo.
O segundo tempo expôs um Rubro-negro igualmente sem inspiração e um América-MG abatido. A impressão era a de que os dois times não produziriam mais nada de relevante. O que se confirmou ao apito final de um confronto morno logo em uma reta decisiva de Campeonato Brasileiro.
Paulo Victor salva o Flamengo no fim

O Flamengo teve uma performance ruim e foi salvo com uma bela defesa de Paulo Victor em cabeceio de Michael. O goleiro impediu o tento do América-MG de mão trocada. O empate seria fatal para as pretensões dos cariocas.

Mineirão é Rubro-negro!

Mandante da partida, o América-MG optou por levar o jogo contra o Flamengo para o Mineirão na expectativa de lucrar com a presença da torcida rubro-negra. O público poderia até ter sido maior, mas os flamenguistas tomaram pelo menos 75% da parte do estádio que foi aberta e reforçaram os cofres dos mineiros. Restou o consolo na noite que decretou o rebaixamento do América-MG.

 
Uol

Deixe seu Comentário