Por pbagora.com.br

 O Flamengo manteve os 100% de aproveitamento com Guerrero ao derrotar o Goiás neste domingo por 1 a 0, no Serra Dourada, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O triunfo foi o quarto em quatro jogos com o peruano em campo com a camisa rubro-negra.

 

O time da Gávea tem agora 19 pontos e está na 11ª posição do Campeonato Brasileiro. O time se afastou com mais folga da zona de rebaixamento, que tem o Goiás como seu integrante mais bem posicionado, com 13 pontos.

 

O Flamengo venceu todas as quatro partidas que disputou com Guerrero em campo. O peruano, inclusive, marcou nas vitórias sobre Internacional, Grêmio e Náutico. Neste domingo, ele passou em branco, mas deu o passe para o gol de Cirino.

 

GOIÁS 0 x 1 FLAMENGO

Data: 26/07/2015 (domingo)
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Público: 10.298 pagantes/12.248 presentes
Renda: R$ 760.080,00
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil e Carlos Berkenbrock (ambos de SC)
Cartões amarelos: Diogo Barbosa e Carlos (GOI); Paolo Guerrero (FLA)
Gol: Marcelo Cirino, aos 26 minutos do segundo tempo

 

Goiás
Renan; Gimenez, Fred, Felipe Macedo e Diogo Barbosa; Rodrigo, Patrick (Liniker), David e Felipe Menezes; Murilo (Lucas Coelho) e Bruno Henrique (Carlos)
Técnico: Julinho Camargo

 

Flamengo
César; Ayrton (Pará), César Martins, Marcelo e Jorge; Cáceres, Márcio Araújo, Canteros (Alan Patrick) e Everton; Marcelo Cirino (Gabriel) e Paolo Guerrero
Técnico: Cristóvão Borges?

 

1º tempo
A etapa inicial da partida foi marcada por superioridade do Goiás, principalmente quando atacava pelo lado direito da defesa rubro-negro. Os jogadores do time da casa levavam vantagem em quase todos os lances, como na jogada em que César teve que impedir a conclusão de Murilo já dentro da área, aos 38 minutos. A pressão era grande, e o time da Gávea praticamente apenas se defendeu até o intervalo.

2º tempo
O segundo tempo começou melhor para o Flamengo. Embora não fosse brilhante, o time carioca conseguiu se organizar melhor e deixou de ser presa fácil para a pressão do Goiás. E passou a ser perigoso nos contragolpes. Foi assim que a equipe aproveitou o espaço deixado pelos donos da casa para abrir o placar com Marcelo Cirino, aos 26 minutos. Mais confortável com a vantagem, o Rubro-negro sofreu uma leve pressão do rival com direito à bola na trave, mas pode comemorar a vitória com o apito final da arbitragem.

DESTAQUES

Esquerda livre

O lado esquerdo do ataque do Goiás encarou um cenário bastante confortável no primeiro tempo.O time da casa entrava como queria pelo setor, sem que o lateral direito do Flamengo, Ayrton, ou o zagueiro Marcelo dificultassem o seu trabalho. A liberdade era tanta que praticamente todos os lances de perigo da pressão alviverde na etapa inicial foram criadas por ali.

Garçom Guerrero

Normalmente artilheiro, o atacante Guerrero fez o papel de garçom neste domingo. Ele deu o passe para o gol de Cirino e foi decisivo para que o Flamengo deixasse o Serra Dourada com um bom resultado.

Fim de jejum

O gol de Marcelo Cirino encerrou um jejum que já durava três meses para o atacante. O jogador vive momento apagado na Gávea após bom início de temporada e amarga o banco de reservas para o ataque formado por Guerrero e Emerson Sheik.

 

UOL

Deixe seu Comentário