Depois de um empate sem gols na Arena Condá na ida, o segundo jogo das oitavas de final entre Flamengo e Chapecoense foi completamente diferente. O time carioca, contando com formação titular, dominou na Ilha do Urubu e venceu com autoridade nesta quarta-feira: 4 a 0. Cuéllar, Willian Arão, Juan e Lucas Paquetá fizeram os gols da classificação rubro-negra.

 

Agora, os comandados de Reinaldo Rueda enfrentarão pela próxima fase da Sul-Americana o time que passar do duelo entre Fluminense e LDU, que se encaram nesta quinta. Os brasileiros ganharam na ida por 1 a 0, em casa.

Caso a equipe tricolor avance, o Fla-Flu será reeditado após oito anos na competição. Em 2009, o Flu, que viria a ser o vice-campeão, eliminou o rival por conta do gol fora após empates por 0 a 0 e 1 a 1.

 

Flamengo e Chapecoense voltarão a campo já no fim de semana pelo Campeonato Brasileiro. O time rubro-negro enfrentará o Avaí na Ilha do Urubu, no sábado, às 19h (de Brasília). Um dia depois, a equipe catarinense receberá a Ponte Preta na Arena Condá, às 16h.

 

Polêmicas e brilho rubro-negro

Os mandantes começaram com tudo e abriram o placar logo aos 6min. Guerrero, adiantado, foi lançado por Trauco, mas Douglas Grolli resvalou de cabeça e tirou o impedimento. O peruano tentou escapar de Jandrei, e a bola sobrou para Cuéllar, que estufou a rede. O assistente até levantou a bandeira, mas o árbitro percebeu o desvio do zagueiro e validou o lance.

 

Oito minutos mais tarde, nova polêmica – só que com erro do juiz. Berrío foi acionado por Willian Arão, e Jandrei tirou com a mão, só que fora da área, mas nada foi marcado.

 

A Chapecoense até tentou responder aos 18min, quando Diego Alves fez boa defesa em conclusão de Penilla, que escapou da marcação de Pará. Porém, os cariocas seriam precisos e aumentariam a vantagem três minutos mais tarde. Guerrero recebeu de Éverton Ribeiro, dominou bem, girou para cima de Douglas Grolli e cruzou para Willian Arão marcar.

 

O Flamengo assustaria novamente aos 35min, com Guerrero dominando no peito após cobrança de falta de Éverton Rbeiro e concluindo sobre o alvo. Nove minutos mais tarde, Penilla foi acionado por Arhur Caíke e parou em boa intervenção de Diego Alves.

 

Virou goleada

Na volta do intervalo, depois de conclusões para fora de Guerrero e Penilla, o time da casa acabaria com qualquer esperança do adversário aos 17min. Guerrero cabeceou após cobrança de falta de Pará, e Jandrei defendeu. No rebote, Juan completou para o alvo.

 

Com os visitantes completamente abatidos, os cariocas seguiram dominando a partida. A vantagem poderia ter sido ampliada com uma penalidade, mas o árbitro não marcou a infração quando Pará foi derrubado na área aos 38min. Mas o quarto gol viria. Aos 43min, Lucas Paquetá recebeu excelente passe de Éverton Ribeiro para só tirar de Jandrei e transformar a vitória em goleada.

 

ESPN

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Paraibano Santos ganha primeira convocação para Seleção Brasileira

Campeão da Copa do Brasil na quarta-feira (18) pelo Athletico Paranaense, o paraibano Santos, foi convocado pelo técnico Tite para defender a Seleção Brasileira nos próximos dois amistosos. Natural de…