A Paraíba o tempo todo  |

Flamengo anuncia oficialmente fim do casamento com a Petrobras

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Depois de quase 25 anos de casamento, chegou ao fim a parceria entre o Flamengo e a Petrobras, o mais longo do futebol brasileiro. No fim da manhã desta quinta-feira, na Gávea, o presidente em exercício, Delair Dumbrosck, anunciou de maneira oficial que o contrato de patrocínio com a estatal não será mesmo renovado. Com R$ 14,2 milhões para receber pela verba anual bloqueada, em razão da dificuldade de o clube conseguir as Certidões Negativas de Débito com o Governo Federal, a cúpula rubronegra decidiu abrir espaço para a iniciativa privada.

Desta maneira, no clássico com o Fluminense, no próximo domingo, no Maracanã, o Flamengo entrará em campo com uma camisa sem qualquer tipo de patrocinador ou mensagem. O presidente lamentou o fim do compromisso entre as partes e revelou que por pouco um novo parceiro não estamparia sua marca já no clássico.

"Já fizemos um comunicado oficial para a Petrobras, que, por quase 25 anos nos ajudou, participou das nossas glórias, mas precisamos dar sequência e ficou claro que é difícil operarmos um clube com esta linha de patrocínio. Infelizmente, quase que anuciamos uma nova empresa para a camisa no domingo, mas não aconteceu. As negociações estão avançadas", disse o presidente.

Como o contrato com a estatal previa patrocínio para todas as modalidades esportivas do Flamengo, agora os esportes olímpicos estão liberados para que possam buscar outros patrocinadores independente daqueles que desejem investir no futebol.

Caso Nike:

Sobre o contrato com a Nike, atual fornecedora de material esportivo, Delair Dumbrosck disse que os contatos para a finalização do contrato ainda estão sendo estudados. No entanto, o dirigente disse que muito em breve esse assunto também chegará ao fim. A Olympikus deverá ser anunciada como nova fornecedora do clube.

 

UOL

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe