Por pbagora.com.br

 Além de Curitiba, Porto Alegre também vem dando trabalho a Fifa para a disputa da Copa do Mundo no Brasil. Na última semana, o presidente do Internacional revelou que o clube não bancaria os quase R$30 milhões necessários para instalar as estruturas temporárias no Beira-Rio.

 

Em entrevista nesta terça, Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, afirmou que as estruturas são fundamentais para que a arena atinga os requisitos necessários para sediar a Copa. No entanto, ele afirmou que a entidade máxima do futebol não pretende investir nas reformas.

 

"O que eu posso dizer é que um estádio não pode receber a Copa sem essas estruturas. Agora, se a Fifa vai pagar, a resposta é não", disse.

 

No contrato assinado pela Fifa com as cidades-sede, fica claro que os custos das estruturas temporárias ficam por conta dos resposáveis por cada estádio e, portanto, o Internacional deveria pagar pela reforma.

Yahoo