O ex-jogador e ex-presidente da União Europeia de Futebol (Uefa) Michel Platini foi detido nesta terça-feira (18) como parte das investigações sobre suposta corrupção na escolha do Catar como sede da Copa do Mundo de 2022, informa a imprensa francesa. Platini está sob custódia da Polícia Judicial em Nanterre, perto de Paris.

Platini, que comandou a entidade de 2007 a 2015, cumpre um período de suspensão de quatro anos por violar o código de ética ao aceitar um repasse de 1,8 milhões de euros autorizado pelo então presidente da Fifa, Joseph Blatter, por trabalhos feitos entre 1998 e 2002.

Em 2016, a França abriu uma investigação por suposta corrupção na escolha do Catar como sede da Copa 2022 e Platini se declarou como testemunha em dezembro de 2017. A investigação se concentra em uma reunião que autoridades do Catar mantiveram com o ex-presidente Nicolás Sarkozy e Platini na sede do governo francês.

G1

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

SOS: Jogadores do Bahia entrarão em campo com camisa manchada de óleo

Em protesto contra o vazamento de óleo que assola as praias do Nordeste, o Bahia entrará em campo nesta segunda-feira (21) pelo Campeonato Brasileiro contra o Ceará, em Pituaçu, com…

Flamengo vence o Fluminense e abre 10 pontos de vantagem na liderança

Muito superior no primeiro tempo e melhor na etapa final, o Flamengo conseguiu merecida vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense neste domingo, no Maracanã. Bruno Henrique, “o senhor…